Belo Horizonte abre cadastro para blocos de rua desfilarem no carnaval 2020

A Prefeitura de Belo Horizonte abriu, nesta terça-feira (1), o cadastro de blocos de rua para o Carnaval de Belo Horizonte de 2020. A inscrição dos blocos deve ser feita até o dia 21 de outubro, para garantir serviços como planejamento de trânsito, segurança, limpeza e banheiros químicos.

Para realizar o cadastramento, os interessados devem acessar a página de eventos no site da prefeitura de BH. A inscrição está aberta para blocos de rua que desfilam durante o período oficial do Carnaval, que em 2020 será de 8 de fevereiro a 1 de março.

Vale ressaltar que os blocos não são obrigados a se cadastrarem na prefeitura, mas, neste caso, vão ter que arcar e pedir as licenças para todos os serviços que devem ser oferecidos aos foliões. Além disso, o cadastro permite que cada bloco indique até dois trajetos na rua, inserindo informações como data, horário, local de concentração, trajeto e dispersão – tudo com o auxílio de um mapa.

A inscrição também possibilita que o bloco participe do Edital de Auxílio Financeiro da Prefeitura. A documentação para conseguir o auxílio deve ser entregue até o dia 15 de outubro, das 9h às 12h e das 14h às 17h, presencialmente, na Gerência de Licitações e Contratos. O objetivo do auxílio financeiro é proporcionar aos blocos a oportunidade de melhorar a estrutura para ensaios, aprimorar a qualidade do som e a segurança oferecida ao público e aos turistas que acompanharem seu cortejo.

Alterações nos desfiles

Há várias novidades para os desfiles dos blocos de rua do próximo carnaval. A duração dos desfiles agora terá um limite de seis horas (levando em consideração o tempo de concentração, desfile e início da dispersão) e serão feitos bloqueios de alguns tipos de vias, tais como: áreas com risco de alagamento, áreas destinadas à programação oficial da Prefeitura de BH, áreas hospitalares, rota protocolar de ambulância, áreas de segurança militar, interior de túneis, pontes, passarelas, viadutos e rota dos Foliônibus.

Comentários