Belo Horizonte entra em alerta contra sarampo

Por

Após milhares de casos de dengue serem constatados em Belo Horizonte e região, a capital mineira agora passa por outro problema: a ameaça de sarampo. A notificação de alerta foi emitida nesta quarta-feira (21), após o surto da doença no estado de São Paulo, que já chega a 1,8 mil casos. Além disso, um morador do interior de São Paulo, com suspeita de contágio, passou pela capital mineira e deu entrada na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Centro-Sul, no Bairro Santa Efigênia.

Minas Gerais possui até o momento quatro casos de sarampo, incluindo o de BH. Entretanto, a Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) já identificou 190 casos suspeitos em 73 municípios mineiros.

Nesta quinta-feira (22), a capital mineira deu início a uma campanha de vacinação contra o vírus do sarampo, para atender uma recomendação do Ministério da Saúde. Sendo assim, todas as crianças acima de seis meses, até 11 meses e 29 dias, devem receber uma dose da vacina tríplice viral. A expectativa é proteger cerca de 29 mil crianças que moram na capital. Para as demais faixas etárias, a recomendação é de duas doses, para quem tem até 29 anos de idade. Acima desta idade, é necessário apenas uma.

Sintomas do sarampo

O sarampo é uma doença grave, transmitida pela fala, tosse e espirro. A doença é extremamente contagiosa, mas pode ser prevenida pela vacina. Os principais sintomas são: febre alta, dor de cabeça, manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo, tosse, coriza, conjuntivite e manchas brancas que aparecem na mucosa, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento das manchas vermelhas.

Ao identificar os sintomas, deve-se procurar o mais rápido possível uma unidade de saúde. Segundo o secretário Municipal de Saúde, Jacson Machado, há 2 milhões de doses da vacina espalhadas nos postos de saúde de BH. A vacina está disponível em todos os 152 centros de saúde da capital.

Tags :

Postado em 22 de agosto de 2019