Bolsa Família 2023: como funciona e como participar

0 comment

O Bolsa Família é um dos programas sociais mais importantes do Brasil, que tem desempenhado um papel fundamental na luta contra a pobreza e a desigualdade social no país. 

bolsa familia

Criado em 2003, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o programa visa beneficiar famílias em situação de extrema pobreza, fornecendo auxílio financeiro mensal para melhorar suas condições de vida. 

Neste artigo, abordaremos como o Bolsa Família funciona, como você pode participar e os impactos que tem causado na sociedade brasileira.

Como Funciona o Bolsa Família?

O Bolsa Família opera sob a coordenação do Ministério da Cidadania e tem como base o Cadastro Único (CadÚnico) para a seleção das famílias beneficiárias. 

O CadÚnico é uma plataforma que reúne informações sobre as famílias de baixa renda em todo o país, permitindo que o governo identifique aquelas que se enquadram nos critérios estabelecidos para receber o benefício.

Os valores do benefício variam de acordo com a renda e a composição familiar, podendo ser acumuláveis para as famílias que atendem aos critérios de elegibilidade.

bolsa família

Como participar?

O Bolsa Família é destinado a famílias brasileiras que vivem em situação de extrema pobreza ou pobreza, de acordo com os critérios de renda estabelecidos pelo programa. 

Podem participar famílias com renda per capita mensal de até R$ 89,00 e aquelas com renda per capita entre R$ 89,01 e R$ 178,00, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos em sua composição.

Para se inscrever, é necessário procurar o responsável pelo Cadastro Único (CadÚnico) na prefeitura de sua cidade ou no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo. 

No momento da inscrição, é importante levar documentos de identificação de todos os membros da família, como RG, CPF, carteira de trabalho e comprovante de residência. O CadÚnico é a base de dados utilizada para a seleção das famílias beneficiárias do Bolsa Família.

Como receber o valor do programa?

Para receber o valor do Bolsa Família, os beneficiários devem cumprir algumas obrigações e seguir as regras estabelecidas pelo programa.

 Após a inscrição no Cadastro Único (CadÚnico) e a seleção para participar do Bolsa Família, o beneficiário receberá um cartão magnético, conhecido como “Cartão Bolsa Família”, emitido pela Caixa Econômica Federal.

O pagamento é realizado mensalmente, de acordo com o calendário definido pelo programa, que leva em consideração o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) do titular do benefício. 

Os beneficiários podem sacar o valor do benefício em qualquer agência da Caixa, casa lotérica ou caixas eletrônicos, utilizando o Cartão Bolsa Família. Além disso, também é possível realizar compras utilizando o cartão em estabelecimentos credenciados.

Impactos na Sociedade Brasileira

Desde sua implementação, o Bolsa Família tem alcançado resultados significativos na redução da pobreza e desigualdade no Brasil. 

O auxílio financeiro do Bolsa Família tem um impacto direto na vida das famílias beneficiárias, garantindo o acesso a necessidades básicas como alimentação, educação e saúde. 

Isso, por sua vez, tem reflexos positivos na saúde e na educação das crianças, que têm melhores condições para frequentar a escola regularmente e se desenvolverem de forma mais saudável.

Benefícios extras

O Bolsa Família é constituído por uma variedade de benefícios, personalizados conforme as necessidades e particularidades de cada família. Veja alguns deles:

  • Benefício de Renda de Cidadania (BRC): No valor de R$ 142 por pessoa da família;
  • Benefício Complementar (BCO): Adicional que visa garantir que cada família receba, no mínimo, R$ 600, somando todos os benefícios;
  • Benefício Primeira Infância (BPI): Extra de R$ 150 por criança entre zero e sete anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar (BVF): Adicional de R$ 50 destinado a gestantes, crianças e adolescentes entre 7 e 18 anos incompletos.
  • Entre outros.

Calendário 2023

Em julho de 2023, o calendário do benefício teve início no dia 18 e se estendeu até o dia 31. Os pagamentos são processados pela Caixa Econômica Federal ao longo desse período. 

O programa mantém a lógica de pagamento baseada no último dígito do Número de Identificação Social (NIS) do beneficiário, seguindo os últimos 10 dias úteis de cada mês. 

O calendário de agosto já está disponível, confira a seguir: 

  • NIS final 1: 18 de agosto;
  • NIS final 2: 21 de agosto;
  • NIS final 3: 22 de agosto;
  • NIS final 4: 23 de agosto;
  • NIS final 5: 24 de agosto;
  • NIS final 6: 25 de agosto;
  • NIS final 7: 28 de agosto;
  • NIS final 8: 29 de agosto;
  • NIS final 9: 30 de agosto;
  • NIS final 0: 31 de agosto.

Conclusão

Em síntese, o Bolsa Família é um programa essencial na luta contra a pobreza e desigualdade no Brasil. 

Ao fornecer auxílio financeiro para famílias em situação de vulnerabilidade, o programa garante o acesso a condições mínimas de subsistência e promove a inclusão social dessas pessoas na sociedade. 

Com resultados comprovados na redução da pobreza, o Bolsa Família tem se mostrado uma política pública eficiente e fundamental para construir um país mais justo e igualitário. 

Comentários Facebook

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. aceitar LER MAIS