Mais Minas
Portal de notícias de Minas Gerais

Bolsonaro diz apoiar suspensão da tabela do frete rodoviário

Na segunda-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro afirmou apoiar a decisão do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que solicitou à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) que delibere sobre a suspensão cautelar da resolução que instituiu o novo piso mínimo para a tabela do frete do transporte rodoviário de cargas, em vigor desde o dia 20 deste mês.

 “Se ele revogou a nova tabela, a decisão é dele. Todo o nosso governo apoia a decisão tomada nos limites dado ao ministro Tarcísio”, declarou Bolsonaro após um almoço com oficiais da Aeronáutica, realizado no Ministério da Defesa.

O presidente da República disse ainda que Tarcísio de Freitas é o “homem da negociação”. Bolsonaro também destacou que o governo tem monitorado a situação  para se antecipar a problemas e tomar “decisões adequadas para o futuro do Brasil”.

Ministério da Infraestrutura solicita a suspensão da nova tabela do frete

O Ministério da Infraestrutura solicitou, por meio de um ofício, a suspensão da resolução que instituiu o novo piso mínimo para o frete do transporte rodoviário de cargas, publicada na última quinta-feira (18) pela ANTT e em vigor desde sábado, dia 20.

Logo após a publicação do documento, caminhoneiros se mostraram insatisfeitos com as novas regras. A partir de então, a categoria deu início a discussões e voltou a falar em uma nova greve, a exemplo da paralisação ocorrida em 2018,  o que gerou reação imediata do Ministério da Infraestrutura para tentar barrá-la.

No ofício, o ministro Tarcísio Gomes de Freitas destaca que “o diálogo segue sendo o principal mecanismo com o qual vamos buscar o consenso no setor de transportes de cargas. Por isso a importância em dar continuidade às reuniões. Estamos desde o início do ano com as portas abertas no ministério e esta tem sido a melhor forma de dar transparências às decisões que estão sendo tomadas em conjunto“.

Em nota publicada à imprensa, o Ministério da Infraestrutura informou que  uma audiência extraordinária está marcada para as 18h desta segunda-feira (22) e uma nova rodada de reuniões com representantes do setor e do governo acontecerá na próxima quarta (24).

Comentários do Facebook
você pode gostar também