Ultimate magazine theme for WordPress.

O muro Alisson, o drama de Messi e Good Crazy: a vitória do Brasil na Copa América

Antes mesmo do apito final, o Mineirão já cantava: eliminado! Mas a atitude da torcida foi apenas um reflexo do que a seleção fez em campo. Os torcedores viram um Brasil superior a Argentina na maior parte do tempo e um sistema defensivo que parou o temido Lionel Messi. Além da grande e já esperada atuação de Alisson, e, um inspirado Dani Alves.

A seleção brasileira não vinha fazendo grandes apresentações nessa Copa América. Afinal, o empate com a Venezuela e o sufoco para passar do Paraguai sinalizavam a maior falha brasileira: o ataque. Salvo o jogo contra o Peru, em que o Brasil goleou por 5 a 0, a seleção não conseguia furar as defesas adversárias. Porém, a noite de ontem mostrou uma seleção com outra cara. Sem medo de sair para o jogo, atacando e sendo parada apenas pelas faltas cometidas pela Argentina.

Gabriel Jesus desencantou 

O jogador que tinha declarado que não estava satisfeito com seu desempenho na competição, finalmente marcou no tempo normal. Após cruzamento de Firmino, Gabriel Jesus, na função de centroavante, abriu o placar no Mineirão. Dessa forma, o camisa 9 pois fim a mais de 700 minutos sem fazer gol pela seleção em um jogo oficial.

Good Crazy 

Daniel Alves nunca escondeu de ninguém a postura muitas vezes explosiva em campo e nem as declarações sem papas na língua que ele frequentemente solta. Dani, além de ser excêntrico e um lateral-direito fora dos padrões. Mas como ele mesmo afirma: é um louco, mas é um louco do bem. Dessa forma, o jogador ganhou o apelido de Good Crazy e, ontem, ele foi um dos responsáveis por conduzir o Brasil a classificação.

O lateral-direito deu belos dribles, lembrando o quase esquecido futebol arte brasileiro, além de participar da jogada do primeiro gol do Brasil. Ele limpou dois marcadores e abriu para Firmino que encontrou Gabriel Jesus.

O muro de Messi 

Um goleiro de atuação impecável. Alisson mais uma vez mostrou o porquê de ser considerado um dos maiores da posição na atualidade. E se tem um jogador no mundo que sabe bem disso, ele é Messi. Essa é a terceira vez que Alisson elimina o camisa 10 de uma competição. Conforme o histórico de confrontos, a primeira eliminação foi contra o Roma em 2017, sendo o feito foi repetido também em 2018, pelo Liverpool. Ambas aconteceram na Champions League.

E ontem, Messi viu suas bolas pararem novamente no “muro” erguido por Alisson. A primeira parou na trave, mas a segunda foi uma bela defesa. O camisa 10 da Argentina cobrou uma falta no ângulo, mas Alisson encaixou a bola sem chances de rebote.

Messi jogou ontem?

Não tem jeito, o que se espera de Messi é sempre um espetáculo de futebol. Portanto, qualquer atuação dele que seja abaixo disso, gera críticas. O camisa 10 até jogou bem ontem, teve bons lances individuais, mas não foi o suficiente para evitar a eliminação dos “hermanos” e nem as críticas e zoeiras dos torcedores brasileiros. A eliminação rendeu muitos memes na internet. Veja alguns:

Grande final 

Sem dúvidas, a vitória sobre a Argentina vai dar um novo ânimo e confiança para o Brasil na final. O confronto decisivo será no domingo (7), às 17h, no Maracanã. O adversário vai sair do confronto entre Chile e Peru, que acontece hoje, às 21h30, na Arena do Grêmio.

Comentários do Facebook