CarnaCAPS dá o seu recado em meio à folia pelas ruas de Itabirito

NEWSLETTTER

RECEBA O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS DIARIAMENTE
Digite seu Nome:

Digite seu E-mail:

Escolha o tipo e/ou às localidades que você deseja receber notícias -

Destaques

Em meio à crise, site ajuda a divulgar pequenas empresas de Uberlândia

Um grupo de pessoas de Uberlândia criou o site Sem Corona para ajudar a divulgar os negócios locais que...

Prefeitura de Mariana lança “Disk Aglomeração”, para denunciar quebras do isolamento

A cidade de Mariana, na região dos Inconfidentes, é uma das três cidades mineiras que já registraram óbitos causados...

Globo transmitirá final da Copa do Mundo de 2002 no domingo (12)

Parece ironia querer sentir alegria na época da pandemia? Bom, pelo menos para o fã de futebol, sim. Os...

Previsão do tempo em Minas Gerais de segunda-feira (06/04)

Nesta segunda-feira (6), áreas de instabilidade atmosféricas que ainda atuam na divisa dos estados de Minas Gerais e Goiás...

Estudo revela que remédio antiparasitário pode parar o coronavírus em 48 horas

Pesquisas recentes mostram que a droga Ivermectina pode matar o novo coronavírus, que causa o Covid-19, em 48 horas....

“Ô abre alas, o Caps vai passar! Pro manicômio, você não vai voltar!”, foi com esses versos que o CarnaCAPS saiu da Praça 1º de Maio, em Itabirito, na tarde de quarta-feira, 19, para espalhar alegria pelo Centro da cidade. O desfile dos usuários e funcionários dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) Adulto e Infantojuvenil teve a presença de familiares, servidores, foliões e a participação especial de integrantes de blocos caricatos de Itabirito e região, que ficaram por conta da batucada. “O CarnaCAPS trata de um assunto que poucas pessoas querem discutir, pois há uma história muito triste sobre os manicômios no Brasil que precisa ser mostrada e superada”, explica Marcos Paulo, maestro do U.R.U.C.U.M. e integrante de outros blocos carnavalescos.

Desfile toma conta das ruas de Itabirito nesta quarta-feira – Crédito da foto: Prefeitura de Itabirito

As marchinhas tradicionais cantadas durante o desfile tiveram as letras alteradas pelos próprios atendidos, durante as oficinas realizadas nos dois Caps. Versos que pediam atenção e inclusão, como “Manicômio nunca mais”, “Ei, você aí, me dá atenção aí, me dá atenção aí!” foram rapidamente aprendidos pelas pessoas que circulavam nas ruas. Muitas delas pararam para tirar fotos, aplaudir e dançar com os foliões. A servidora Cláudia Elias disse que, se não estivesse trabalhando, não pensaria duas vezes para cair na folia do CarnaCAPS. “Eles estão certíssimos em tomar essa iniciativa. Eles merecem nossa atenção”, elogiou Cláudia.

Carnavalesco Marcos Paulo apoia a causa da Saúde Mental – Crédito da foto: Prefeitura de Itabirito

O usuário do Caps Adulto, Alecssandro de Matos Dias, disse que adorou cair na farra. “Hoje o Carnaval foi o meu remédio”, disse. Sua colega Lidiani Mercês da Silva considera o desfile uma forma de dar o seu recado para a sociedade: “Hoje mostramos, com música e alegria, que somos pessoas com sentimentos e que merecemos respeito e compreensão”.

 

- Advertisement -