O que você procura?


Impacto das chuvas em Minas Gerais nas últimas horas

Rodolpho Bohrer 12 de fevereiro de 2020 às 01:05
Tempo de leitura
3 min

Nessa terça-feira (11), as chuvas intensas voltaram a transtornar a vida dos mineiros. Em Governador Valadares, uma forte chuva que durou apenas 15 minutos foi o suficiente para derrubar árvores e arrancar telhados de casas. Ruas dos bairros São Pedro e Esplanada ficaram alagadas e o teto do ginásio de uma escola caiu.

Segundo informações da Defesa Civil de Minas Gerais, subiu para 60 o número de vítimas em decorrência das chuvas no estado. A morte de uma mulher de 58 anos foi confirmada. A vítima morreu após ser soterrada por um barranco que caiu em cima de sua residência, localizada no bairro Santa Tereza, Caxambu (MG). A equipe do SAMU atendeu a ocorrência por volta das 16h30, porém ao chegarem até a vítima, ela já estava sem vida. Três famílias foram removidas das proximidades.

A Defesa Civil também divulgou no final da noite de terça-feira um relatório com informações em números dos impactos causados pela chuva em Minas gerais.

A atuação de uma Frente Estacionária provocou nas últimas horas, noite de segunda-feira (10) e ao longo desta terça-feira (11), episódios de chuvas intensas entre as mesorregiões do Sul de Minas, Campo das Vertentes, Zona da Mata e parte da Metropolitana de Minas Gerais.

Os acumulados significativos de precipitação redundaram em transbordamento de rios, alagamentos, deslizamentos e deixou famílias desalojadas/desabrigadas.

BANDEIRA DO SUL – 18ª RPM
Casas afetadas – 136
Escolas afetadas – 01
Desalojados – 320
Desabrigados – 80
Pontes destruídas – 02
Pontes danificadas – 01

Breve síntese dos impactos: O município decretou Situação de Emergência. Destaque para o transbordamento do rio que corta a cidade, afetando as residências ribeirinhas.

CAMPESTRE – 18ª RPM

Casas afetadas – 02
Desalojados – 29
Desabrigados – 12
Pontes danificadas – 07
Represa rompida – 01

Breve síntese dos impactos: O município decretou Estado de Calamidade Pública – obs.: Não houve óbito registrado. Destaque para o rompimento de uma represa de pequeno porte na zona rural que contribuiu para o alagamento no município.

POÇO FUNDO – 18ª RPM

Casas afetadas – 300
Desalojados – 1200
Desabrigados – 50
Pontes danificadas – 12

Breve síntese dos impactos: O município decretou Estado de Calamidade Pública – obs.: Não houve óbito registrado. Destaque para o transbordamento do rio Machado. Segundo relato do prefeito o abastecimento de água pela COPASA está comprometido. O município necessita de colchões, cesta básica e água. A Escola Carlito Ferreira está sendo usada como abrigo.

CAXAMBU – 17ª RPM

Casas afetadas – 04
Desalojados – 07
Desabrigados – 03
Óbitos – 01

Breve síntese dos impactos: As residências foram afetadas por deslizamento/soterramento. Registrado um óbito (Em 11Fev20, por volta das 16h30min, houve um deslizamento de terra sobre uma residência situada na Rua Aristides Junqueira Cotti, nº 66, Santa Tereza, Caxambu/MG , que provocou o óbito da Senhora Sandra Regina Parede, 58 anos).
As pessoas desabrigadas foram instaladas em hotel cedido pela prefeitura.

ESPÍRITO SANTO DO DOURADO – 17ª RPM

Desalojados – 03
Desabrigados – 05
Breve síntese dos impactos: Por risco de deslizamento de encosta as residências foram evacuadas.

SOLEDADE DE MINAS – 17ª RPM
Casas afetadas – 03
Desalojados – 11
Breve síntese dos impactos: Deslizamento de encosta em residências vindo a atingi-las. Não há vítimas.

Chuvas em São Paulo

Em São Paulo, a população sofre com a falta de abastecimento nos mercados, o prejuízo do comércio já chegou a R$ 24 milhões. Essas foram as 24 horas mais chuvosas dos últimos 30 anos na capital paulista.

Última atualização em 14 de setembro de 2021 às 15:38