As igrejas centenárias contam um capítulo importante da história de Tiradentes, e ainda hoje mantêm uma tradição inabalável, que leva milhares de fiéis à região todos os anos. Uma das épocas de maior procura é durante a Semana Santa, que este ano será celebrada entre o Domingo de Ramos, no dia 2 de abril, e o dia 8, quando ocorre o Sábado de Aleluia.

As programações das igrejas católicas de Tiradentes já estão concluídas, e a expectativa é de que atraiam não apenas os fiéis tiradentinos como também os muitos turistas que visitam a cidade nessa época do ano. Um diferencial de Tiradentes, aliás, é que as paróquias realizam as celebrações em conjunto, intercalando a agenda. Mas há outras razões que fazem o lugar ser tão especial também do ponto de vista religioso.

A Igreja Matriz de Santo Antônio, padroeiro do município, teve seu projeto iniciado em 1710, e a conclusão aconteceu por volta de 1732. Mas o que deveria ser a entrega da obra finalizada na verdade foi apenas o primeiro passo de uma sequência de melhorias e adequações que se estenderam até o decorrer do século 19. Ou seja, foram mais de 100 anos de transformações até chegarem à arquitetura encantadora que hoje coloca Tiradentes como um dos berços das obras barrocas.

E no caso da Igreja Matriz, o barroco é reluzente em parte graças aos 482 quilos de ouro delicadamente espalhados pelas obras que cercam o altar no interior da paróquia. Para a sociedade tiradentina, essa história é quase que identidade e os habitantes desta cidade descrevem com louvor.

“O ouro é o retrato de um período colonial que colocou Minas Gerais na rota de garimpeiros desejosos de fazer fortuna com a exploração há 300 anos. É um capítulo importante da nossa história, mas prefiro acreditar que não seja o mais significativo deles. O grande valor das igrejas barrocas de Tiradentes são os traços marcantes de Aleijadinho, que se misturam com um período arquitetônico bastante presente no nosso Estado”, explica Wellerson Cabral, presidente da Associação Empresarial de Tiradentes (ASSET).

Ele lembra que os turistas que visitam Tiradentes são atraídos por todo esse conjunto, aliados a um toque gastronômico e às atrações culturais e ecológicas que marcam toda a região. “Guimarães Rosa escreveu que ‘Gerais são muitas’. Pois Tiradentes também é essa multiplicidade de encantamentos, e a religiosidade típica do mineiro, manifestada ainda com mais fervor na Semana Santa, também chama a atenção dos fiéis católicos de outras localidades. Acreditamos que essa curiosidade também vai estar presente nas celebrações da Paixão de Cristo”, acredita o líder empresarial.

Programação da Semana Santa em Tiradentes

A programação da Semana Santa em Tiradentes é extensa, e os fiéis dispostos a participar desse momento de forma mais assídua terão o privilégio de conhecer diversas igrejas históricas do município. A recomendação é acompanhar a agenda com o fervor tradicional. Verifique também o site da paróquia:

DOMINGO DE RAMOS (02/04):

09h – Bênção dos ramos (Igreja de Nossa Senhora do Rosário). Em seguida, procissão até a Matriz de Santo Antônio. Na Matriz, realização de missa solene.
10h – Santa Missa no Santuário da Santíssima Trindade.
18h – Procissão festiva do Senhor do Triunfo (Matriz de Santo Antônio), seguida de Santa Missa. Atendimento de confissões após a celebração.

SEGUNDA-FEIRA SANTA (03/04):

19h – Santa Missa (Igreja Nossa Senhora das Mercês). Após a missa, procissão até o adro da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, onde haverá o Sermão da Prisão do Senhor. Em seguida, sequência da procissão até a Matriz de Santo Antônio. Atendimento de confissões após a chegada.

TERÇA-FEIRA SANTA (04/04):

19h – Solene Ofício de Trevas (Matriz de Santo Antônio).

QUARTA-FEIRA SANTA (05/04):

19h – Via Sacra encenada (início do trajeto na Capela do Senhor Bom Jesus da Pobreza em direção à Igreja de Nossa Senhora do Rosário). Atendimento de confissões após encenação.

QUINTA-FEIRA SANTA (06/04):

09h30 – Santa Missa com todo o clero diocesano (Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar), presidida pelo bispo D. José Eudes. Na solenidade, serão renovadas as promessas sacerdotais e abençoados os Santos Óleos dos Catecúmenos e dos Enfermos e consagrado o Santo Óleo do Crisma.

SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO (07/04):

09h às 11h30 – Atendimento de confissões (Matriz de Santo Antônio)
15h – Ação Litúrgica, Celebração da Palavra, Oração Universal, Adoração da Cruz e Sagrada Comunhão (Matriz de Santo Antônio)
18h30 – Via Sacra encenada (início do trajeto na Capela do Senhor Bom Jesus da Pobreza em direção à Matriz de Santo Antônio).
20h – Sermão do Descendimento da Cruz (Matriz de Santo Antônio).

SÁBADO DE ALELUIA (08/04):

19h – Solene Vigília Pascal: Liturgia da Luz, Liturgia da Palavra, Liturgia Batismal e Liturgia Eucarística (Matriz de Santo Antônio).

DOMINGO DE PÁSCOA (09/04):

10h – Santa Missa (Santuário da Santíssima Trindade)
16h – Solene Procissão com o Santíssimo Sacramento. À chegada, Santa Missa Solene, Coroação de Nossa Senhora e Hino do Te Deum Laudamus.

COMENTÁRIOS
Share.

Perfil publicador de releases e guest posts, sem autoria própria. Consulte a fonte ao final das matérias/artigos.