Confira o perfil de Diego Tardelli, o novo camisa 9 do Atlético

NEWSLETTTER

RECEBA O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS DIARIAMENTE
Digite seu Nome:

Digite seu E-mail:

Escolha o tipo e/ou às localidades que você deseja receber notícias -

Destaques

Resultado da Mega-Sena 2249, Quina 5238 e outras loterias de sábado (04/04)

Aconteceu na noite deste sábado, 04 de abril de 2020, os sorteios da Mega-Sena, Dia de Sorte, Quina e...

Estudante da UFOP é encontrado sem vida e primeiro exame para Covid-19 dá negativo

O corpo de um homem de idade ainda não informada foi encontrado na noite dessa sexta-feira (4) dentro de...

Coronavírus: crianças homenageiam profissionais da saúde de Congonhas

Os profissionais de saúde de Congonhas foram surpreendidos com palavras e desenhos de gratidão de dezenas de crianças congonhenses....

Incêndio em fábrica de Ribeirão das Neves deixa uma pessoa ferida

Um senhor de idade ainda não divulgada foi vítima das chamas que atingiram a fábrica de tecido Ematex, localizada...

Vale é obrigada a retirar animais de área de barragem em Ouro Preto

Após elevação do nível 2 de emergência na mina Doutor, em Ouro Preto, ocorrida na última quarta-feira, 1º de...

O atacante Diego Tardelli foi apresentado para a imprensa e torcida como mais um reforço do Atlético para a temporada no último domingo (16), no estádio Mineirão. O jogador fechou contrato até o final do ano com o Galo e com possibilidade de renovação.

Ainda sobre os detalhes do contrato de “Don Diego”, o salário fixo do atleta será de R$ 250 mil por mês, ou seja, um quarto do dinheiro que recebia no Grêmio em 2019, porém com metas de produtividade, podendo aumentar em 40% do que recebia em Porto Alegre em caso de titularidade, partidas acumuladas e gols.

Diego Tardelli tem 34 anos e atuou com a camisa alvinegra em 2009, quando foi artilheiro do Campeonato Mineiro com 16 gols, do Campeonato Brasileiro com 19 gols e de toda a temporada brasileira com 39 gols. Além disso, o jogador atuou no futebol russo e do Catar de 2011 a 2013 e, após isso, em 2013, retornou ao Atlético e teve sua passagem mais vitoriosa no clube, conquistando um Campeonato Mineiro e uma Copa Libertadores no mesmo ano, e venceu a Copa do Brasil de 2014 em cima do maior rival, Cruzeiro.

Outra marca interessante de Diego Tardelli é que disputou apenas oito partidas no novo Mineirão, delas, saiu com a taça na mão em quatro oportunidades, em 2013, quando venceu o Campeonato Mineiro e Copa Libertadores, e em 2014, quando conquistou a Recopa Sul-Americana e Copa do Brasil.

E ainda, Diego Tardelli também teve convocações para a Seleção Brasileira durante os anos de 2009, 2010, 2013, 2014 e 2018.

Confira o perfil de Diego Tardelli, o novo camisa 9 do Atlético
BELO HORIZONTE/ MINAS GERAIS / BRASIL (24.07.2013) Atlético x Olímpia – no estádio Minas Arena Mineirão – Final da Copa Libertadores 2013 – foto: Bruno Cantini

Características

Diego Tardelli acumula qualidades técnicas de um atacante exemplar. Em sua primeira passagem pelo Atlético, em 2009, foi o artilheiro do país somando todas as competições, com 42 gols. Apesar de não ter tanta habilidade para marcar gols de cabeça, o jogador possui uma presença forte dentro da área, e também, velocidade fora dela. Por essas características, o ídolo do Galo ficou conhecido como “matador”, comemorando seus gols simulando uma metralhadora com as mãos.

Já em sua segunda passagem pelo Atlético, Tardelli ficou com menos presença na área, atuando como ponta ou segundo atacante que busca o jogo no meio de campo. Entretanto, isso não fez com que o jogador tivesse uma considerável queda nos número. Diego foi vice-artilheiro da Copa Libertadores de 2013 com seis gols.

No total foram 219 partidas e 110 gols, o bastante para Diego Tardelli se tornar um xodó da Massa atleticana. O jogador ainda tem a marca de ser o sexto jogador atleticano na história do clássico a marcar 3 gols numa mesma partida, na vitória sobre o Cruzeiro em 2011 por 4 a 3. E ainda, em 2014, ao marcar o gols do título da Copa do Brasil em cima de seu maior rival, o goleador se juntou a Nilson, Paulo Isidoro, Guilherme e Lauro como o 6º maior artilheiro do Atlético em clássicos, com nove gols.

Confira o perfil de Diego Tardelli, o novo camisa 9 do Atlético
BELO HORIZONTE/ MINAS GERAIS / BRASIL (26.11.2014) Atlético x Cruzeiro – no estádio Mineirão – Final da Copa do Brasil 2014 – foto: Bruno Cantini.

O que esperar?

Apesar da linda história de Tardelli no Atlético, o jogador chega no time com um panorama bem diferente. Diego vem de má temporada com o Grêmio em 2019, não conseguindo ser titular na maior parte da temporada. A idade do atleta também não é mais a mesma, com 34 anos, o ídolo atleticano terá que trabalhar sua forma física para poder atuar em alto nível na temporada.

Em 2020, se espera que Tardelli volte a atuar mais dentro da área, sendo o jogador de referência no ataque, já que os dois centroavantes do time, Ricardo Oliveira e Di Santo, rendem muito pouco e estão em péssima fase na equipe. Com isso, Diego deverá voltar pouco para o meio de campo buscar as jogadas e ser mais um finalizador. Isso se deve tanto pela idade do atleta quanto pela carência do elenco para a posição.

A história entre Diego Tardelli e Atlético terá um novo capítulo em 2020, com possibilidade do jogador ter sua estreia com a camisa alvinegra justamente no primeiro clássico contra o Cruzeiro, dia 7 de março, no Mineirão. Agora os atleticanos aguardam ansiosos para ter o reencontro com seu ídolo e que essa relação entre torcida e atleta continuem rendendo grandes histórias ao Galo.

Ficha técnica

Nome: Diego Tardelli Martins

Data de nascimento: 10 de maio de 1985 (34 anos)

País: Brasil

Posição: Atacante

Pé: Destro

Altura: 1,80 m

Peso: 76 kg

Clubes anteriores: São Paulo (2003 a 2007), Bétis (2005 a 2006), São Caetano (2006), PSV Eindhoven-HOL (2006 a 2007),Flamengo (2008), Atlético (2009 a 2011), Anzhi Makhachkala-RUS (2011), Al-Gharafa-QAT (2012 a 2013), Atlético (2013 a 2014), Shandong Luneng-CHI (2015 a 2019) e Grêmio (2019).

Títulos: São Paulo (Campeonato Paulista 2005, Copa Libertadores 2005 e Campeonato Brasileiro 2007); PSV Eindhoven (Campeonato Holandês 2006-2007); Flamengo (Campeonato Carioca 2008); Atlético (Campeonato Mineiro 2010, Copa Libertadores 2013, Recopa Sul-Americana 2014 e Copa do Brasil 2014); Al-Gharafa (Copa Emir 2012); Shandong Luneng (Supercopa da China); Grêmio (Campeonato Gaúcho 2019); Seleção Brasileira (Superclássico das Américas 2014).

Valor de mercado: 2,5 milhões de euros (R$ 11,7 milhões)

Tempo de contrato: 11 meses (31/12/2020)

Veja também: Polêmica envolvendo Galo Doido mostra a necessidade urgente de mudanças no Atlético

 

- Advertisement -