Ultimate magazine theme for WordPress.

Confira os principais lançamentos de discos no rap nacional, em novembro

Mês após mês, diversos discos e singles vem sendo lançados no rap nacional. A medida que o tempo passa, novos artistas e produtoras vem surgindo, além de haver uma expansão do cenário num geral. Isso tem feito novas pessoas se interessarem pelo gênero, porém, muitos deles não conseguem se integrar de todos os lançamentos, devido ao grande volume de trabalhos que chegam às ruas, mês após mês.

Por isso, o Mais Minas elencou os principais lançamentos do rap nacional no mês de novembro. Confira o que saiu de principal:

Amiri: “O.N.F.K.”

– Lançado dia 29/11

– 10 faixas 

– Feat: Lilly B

Extremamente aclamado por fãs, imprensa e outros MC’s, Amiri é considerado como um dos maiores letristas do rap nacional. Dono de uma lírica afiada e grandes flows, o artista enfim lança seu tão aguardado disco. Fazendo seu nome na cena desde 2012, o rapper teve grandes hiatos de lançamentos deste então. Em 2016, retornou com as faixas “Apollo” e “Rude Bwoy”, clássicos da cena underground brasileira. Após isso, mais dois anos de hiato, até que no fim de 2018 ele começou uma sequência de lançamentos, que culminou no lançamento do álbum O.N.F.K. A faixa de maior destaque desse trabalho é “Não Mete o Louco (O Rei)”, onde Amiri mostra todas as suas principais características na música, que vão desde a versatilidade na escrita, referências a cultura pop e elementos das matrizes africanas, até aliterações e multi-silábicas.

Cacife Clandestino: “Conteúdo Explícito pt. 2” 

– Lançado dia 07/11

– 14 faixas 

– Feats: Xamã, BK, Duani e Luccas Carlos 

Lançado no início de 2016, o disco Conteúdo Explícito pt.1 se tornou um dos grandes sucessos do Cacife Clandestino. Depois de lançar ‘Marginal’ em 2017 e ‘Ouro Latino’ em 2018, em 2019 o grupo enfim lançou tão aguardada parte 2 do antigo projeto. Publicado em forma de álbum visual, cada música traz consigo um clipe que compõem um episódio de um grande longa. Trazendo Felp22, líder e vocalista do grupo, como o protagonista, a série está sendo publicada no canal da Medellin Records no YouTube.

Clara Lima: “Selfie”  

– Lançado dia 21/11

– 8 faixas

– Feats: Go Dassisti, Gee Rocha, Chris MC e MC Guimê 

Clara é um dos maiores nomes do rap mineiro. Principal representante feminina do estado, fez história nas batalhas de MC’s e com o grupo DV Tribo. Em 2017, aos 18 anos, lançou o EP ‘Transgressão’, e agora, aos 20, lança seu novo trabalho, intitulado Selfie. Composto de 8 faixas, o disco vem todo produzido pela Ceia Ent., gravadora da artista. Tratando de sentimentos, crescimento pessoal e mudança de vida, o EP conta a participação do seu irmão Chris, e do funkeiro MC Guimê. O destaque do disco é a evolução de Clara e a forma madura como trata seus sentimentos e as suas próprias experiências e amadurecimento.

Dj Caique: “Coligações Expressivas 5” 

– Lançado dia 22/11

– 33 faixas 

– Feats: Edi Rock, Derek, Luccas Carlos, San Joe, Cynthia Luz, Rapadura, MC Guimê, L7NNON, MC Rodolfinho, Dalsin, Síntese, Kamau e outros

Coligações Expressivas é um dos projetos mais importantes e mais duradouros do rap nacional. Chegando na sua quinta edição, a série estreou em 2004 e já deu espaço para centenas de MC’s mostrarem seus trabalhos. Produzido pelo Dj Caique, um dos maiores produtores da história do rap brasileiro, o álbum chega às ruas trazendo mais de 40 artistas diferentes e colocando-os para colaborar em 33 faixas, que exaltam o bom e velho boombap. Em uma cena atualmente dominada pelo trap e suas vertentes, esse disco traz artistas consagrados do estilo, como MV Bill, Kamau e Rapadura. Além de nomes que vem ganhando espaço atualmente, mas que não tem tantos trabalhos no boombap, como Derek e L7NNON.

Ecologyk: “Venturo”

– Lançado dia 29/11

– 12 faixas 

– Feats: Jade Baraldo, Sidoka, Bivolt, Dnasty, Konai, Duzz, Froid, Lucas Boombeat, Lucas Silveira, Jé Santiago, Leozin, Faustino Beats, Mc Dudu e outros  

Outro produtor que lançou disco em novembro foi o Ecologyk. Trazendo nomes de outros estilos musicais, como Lucas Silveira, Mc Dudu e Jade Baraldo, Venturo tem sido considerado como um dos álbuns mais versáteis já lançados no rap nacional. Primeiro grande projeto solo do artista, o disco tem as faixas “Padrinhos Mágicos” e “Amor Espacial” como seus principais hits até o momento. Essa segunda música, traz Konai, Alt Niss e Pelé no feat., e veio acompanhada de um clipe. Trazendo referências de seus trabalhos com música eletrônica, além do pop, indie e funk, Eco mostra um apurado senso para administrar e criar faixas que casem com tantos artistas diferentes. 

FBC: “Padrim” 

– Lançado dia 15/11

– 10 faixas 

– Feats: Gee Rocha, Atlanta, Luccas Carlos, Ebony, BK, L7NNON, Matheus Queiroz, Go Dassisti e Lallo

FBC com certeza é um dos caras mais engajados que a música brasileira já viu. Atencioso com fãs e realmente ligado a eles, o artista usa muito bem das redes sociais para sua autopromoção. Ano passado, quando lançou o disco ‘S.C.A.’, Fabrício criou a campanha “ouve meu disco” que viralizou no Twitter e nos comentários do YouTube. Esse ano, FBC foi além com a campanha 15/11, que fez nomes como Maísa, Felipe Neto, Mano Brown, Emicida e Whindersson Nunes entrarem na brincadeira e compartilharem a data em suas redes sociais. O grande destaque de Padrim é a faixa $enhor, que conta com a participação de BK e L7NNON. Nela, o rapper usa de duplo sentido e metáforas para falar de sua relação com o dinheiro, através de versos que podem ser interpretados como uma relação paterna.

Leia também: Rima em Prosa #2: FBC fala com exclusividade sobre EP, cena de BH e documentário do Spotify

Rincon Sapiência: “Mundo Manicongo: Dramas, Danças e Afroreps”

– Lançado dia 25/11

– 13 faixas 

– Feats: Mano Brown, Gaab, Rael, Lellê, ÀTTØØXXÁ, Audácia e 3Duquesa 

Rincon Sapiência vem colhendo os frutos de uma longa carreira no rap. Após ganhar destaque com o single Ponta de Lança, lançado em 2016, o rapper paulistano lançou o álbum ‘Galanga Livre’ em 2017. Ali chegou a consagração do artista, que ganhou aclamação da crítica e premiações na música. Neste novo trabalho, o artista se une a nomes consagrados, como Mano Brown, Rael e ÀTTØØXXÁ, para trazer um disco versátil e cheio de referências culturais, elemento característico em seus trabalhos. O destaque do álbum é a junção de elementos do rap atual, com as batalhas de MC’s, funk, pagode, cultura africana e outros elementos, que refletem a cultura brasileira e também a estrangeira.

Sobs: “Tudo por Causa de Mim”

– Lançado dia 07/11

-10 faixas 

– Feats: Duzz, Vk Mac, Dnasty, Budah, Kweller e Ber

Ganhando cada vez mais destaque por suas participações nos projetos da gravadora Uclã, onde divide a cena com Sos, Duzz, Peu e outros, Sobs lança seu primeiro trabalho solo. Totalmente produzido pela gravadora carioca, Tudo por Causa de Mim traz participações de nomes em ascensão na cena, como Budah, Vk Mac e o grupo Dnasty, além do consagrado Ber, líder do grupo Cartel MC’s. O disco veio acompanhado do clipe das faixas “Combinado” e “Pouco a Pouco”. O destaque são as três faixas solo do álbum, onde vemos Sobs indo de traps mais pesados até lovesongs bem leves, e de quebra mostrando um potencial que em feats. acaba sendo um pouco limitado.

Zemaru & LR Beats: “Prólogo”

– Lançado dia 29/11

– 9 faixas 

– Feat: Billionaire 

Revelação do trap no ano de 2019, Zemaru vem conquistando o coração dos ouvintes ao longo dos últimos meses. Fruto de um grande casamento entre um flow melódico e bom uso do Auto-tune, o artista tem um ritmo acelerado de produção, lançando cerca de duas ou três músicas por mês. Neste trabalho, vem em parceria com o experiente produtor LR Beats, que conta com parcerias com Edi Rock, Cacife Clandestino, Nike, MTV e SBT em seu currículo. Esse álbum é a consolidação do trabalhos desses dois artistas, que já vem trabalhando juntos há muito tempo. A mescla do talento de um dos grandes produtores brasileiros, que consegue ir além das produções para o rap e também atingir o mainstream, com o talento de um dos mais promissores nomes do trap underground nacional.

Para quem se interessar por rap e quiser consumir mais conteúdo ligado à cultura Hip-Hop, nós recomendados a nossa coluna chamada Rima em Prosa. Lançada quase toda semana, nela trazemos entrevistas com os principais artistas do meio, sejam rappers ou produtores. A coluna se encontra atualmente na sua quarta edição. Para conferir, é só clicar aqui.

Rima em Prosa #4: Em entrevista exclusiva, Rashid fala sobre o disco “Tão Real”, fãs e produção

Comentários do Facebook