O que você procura?


Inumeráveis: conheça o memorial on-line que homenageia as vítimas do coronavírus

Carla Cruz 12 de junho de 2020 às 03:39
Tempo de leitura
4 min

Criado em uma plataforma digital, o memorial “Inumeráveis  busca produzir e resgatar memória sobre as pessoas que morreram vítimas do coronavírus no Brasil. “Não há quem goste de ser número. Gente merece existir em prosa”, assim é apresentada a plataforma digital através do seu idealizador, Edson Pavoni. 

A homenagem virtual, está apresentada em um painel com diversos nomes, acompanhadas de pequenas lembranças. Os relatos, produzidos por familiares e amigos, se transformam em poesia através da equipe inumeráveis. O trabalho, realizado por pesquisadores, escritores, jornalistas, checadores e revisores, busca encontrar as famílias das vítimas, receber seus relatos e registrar suas histórias. Afinal, aquele número contabilizado de mortes pelo vírus não é “só um número”, é uma vida e é o amor de alguém. 

 

Ver essa foto no Instagram

 

não há quem goste de ser número, gente merece existir em prosa. (Edson Pavoni, 2020) . Inumeráveis é um memorial dedicado à história de cada uma das vítimas do coronavírus no Brasil. .
 É uma obra do artista @edsonpavoni em colaboração com @rogerio.f.oliveira, @rogerioze , @Alanarizzo , @guibullejos, @gabrielaveiga , @madalosso , @john.pyc e os jornalistas e voluntários que continuamente adicionam histórias à este memorial. .

Uma publicação compartilhada por Inumeráveis (@inumeraveismemorial) em

Sendo assim, para adentrar às homenagens publicadas, é necessário clicar nos nomes completos que aparecem na página principal do site. Inicialmente, é posto o nome completo da vítima, sua idade, estado e uma pequena frase que resuma sua história. Ao clicar, é possível conhecer mais afundo o relato completo da homenagem e um pouco mais da essência do homenageado. 

Para poder publicar uma homenagem, o familiar ou amigo deve preencher um formulário ou enviar um áudio via WhatsApp, relatando sua lembrança de afeto. Assim, sua história é vinculada a uma rede de voluntários, que farão da mesma, um tributo memorial. 

Leia também: Ouvir os especialistas: eis o melhor caminho para vencer a pandemia

Coronavírus em Minas Gerais

Nomes de vítimas mineiras também estão sendo homenageadas no memorial. Lembranças de moradores de Barbacena, Belo Horizonte, Caldas, Divino, Divinópolis, Extrema, Itajubá, Juiz de Fora, Mário Campos, Montes Claros, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Ubá e Varginha. Cada uma delas apresentando a essência de pessoas que nunca serão só números. 

“O Sr. Miranda, como era conhecido no Bairro Carlos Prates em Belo Horizonte, onde morou por mais de 50 anos era distinto, religioso, honesto, prestativo, educado, atencioso e dedicado à família”, descreveu André, filho de Antônio, de 85 anos, que faleceu na capital mineira.

Além dessa, outra lembrança, também vinda de Belo Horizonte, foi escrita para uma vítima de 25 anos. Joyce, sua amiga, relembra “Uma jovem que não desistia daquilo que queria”.

Em Divinópolis, homenagens também foram escritas. Juliana, irmã gêmea de uma das vítimas do covid relembra, “Mãe dedicada, esposa, filha, irmã amorosa e médica. Ela tinha paixão por viagens, adorava sair e se reunir com amigos. Além de ter muitos projetos de vida.”

Por outro lado, em Juiz de Fora, a lembrança foi feita em forma de ensinamento, Bruna, filha de uma das vítimas, relata “Além do exemplo de se levar a vida com humor e de forma leve, deixou um grande ensinamento: o que importa na vida é você ser gente boa”.

O inumeráveis é um esforço artístico, poético, e jornalístico de contar cada uma dessas histórias. É uma celebração de cada vida que existiu e que existe, e de como podemos entrelaça-las para construir memória, afeto, respeito e futuro.