EconomiaEmpregoGoverno de MinasMinas Gerais

Cresce o desemprego em Minas Gerais segundo IBGE

Dados mostram que o mesmo aconteceu em 14 estados no primeiro trimestre do ano

Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Contínua (PNAD-C), o desemprego cresceu em Minas Gerais. Em novembro e dezembro de 2018, os números indicavam que 9,7% da população de Minas estava desempregada.

Agora, o estudo divulgado nesta quinta-feira (16), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que esse valor subiu para 11,2%. Porém, o crescimento do desemprego não foi registrado somente em Minas, outros 13 estados também apresentaram aumento.

Dessa forma, a pesquisa apontou que Acre, Goiás, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Mato Grosso, Distrito Federal, Tocantins, Espírito Santo, Pará, Ceará, São Paulo, Paraná e Santa Catarina também apresentaram uma alta na taxa de inativos.

 

  Visitação a museus brasileiros tem aumento de 31%, segundo Ibram; Ouro Preto lidera
A pesquisa indicou que em 13 estados a taxa de desocupados se manteve estável.
A pesquisa indicou que em 13 estados a taxa de desocupados se manteve estável. Crédito da imagem: Divulgação/IBGE.

Maiores taxas de desemprego  

As maiores taxas de desempregados são em três estados: Amapá com 20,2%, na Bahia com 18,3% e no Acre com 18,0%. Além disso, o terceiro estado foi o que apresentou a maior elevação em relação ao 4° trimestre de 2018 de 13,1%, a taxa subiu para 18%.

Os menores números, foram registrados em Santa Catarina com 7,2%, Rio Grande do Sul com 8,0%. E também no Paraná e Rondônia, os dois com o mesmo total de 8,9%.

Quem são os inativos

A pesquisa ainda revela as características da população inativa do Brasil. O número de mulheres desempregadas é maior que o de homens. Elas são 52,6% e eles correspondem a 47,4%.

Os adultos com idade entre 25 a 59 anos retratam 57,2% dos desocupados. Enquanto os jovens de 18 a 24, são 31,8%, a pesquisa também incluiu os menores de idade, que são 8,3% e os idosos, 2,6%.

O estudo também mapeou a cor ou raça dos desocupados: 51,2% são pardos; 35,2%, brancos e 12,7%, pretos.

Fique por dentro das vagas de emprego de Minas Gerais.O Mais Minas disponibiliza diariamente vagas oferecidas pelo Sine em várias cidades do estado.

 

  Belo Horizonte entra em alerta contra sarampo

 

 

Fechar