21.4 C
Belo Horizonte
segunda-feira, 6 fevereiro 2023

Escola em Contagem é alvo de pichações nazistas que podem ter sido motivadas pelo jogo Bully

Mais de 600 alunos foram prejudicados com a suspensão das aulas

Nesta terça-feira, dia 29 de novembro de 2022, a Escola Municipal José Silvino Diniz, em Contagem, na região metropolitana da capital mineira, sofreu um atendado com pichações do símbolo nazista, a suástica. A Polícia Civil de Minas Gerais abriu uma investigação acerca do caso depois do crime ocorrido. As aulas foram suspensas e ainda não tem previsão de volta, até o momento.

- Participe da comunidade do Mais Minas no WhatsApp e seja o primeiro a ser informado de novas notícias. CLIQUE AQUI PARA ENTRAR.


Imagem reprodução das redes sociais

Houve também outros atos vandalismos como as destruições dos refeitórios, das mesas, das cadeiras e dos vidros, de acordo com a documentação policial. A escola teve banheiros, a sala da diretora e salas de aula pichadas com insultos que configuram crimes de ódio, não só com a simbologia nazista, mas também com frases de bulliyng. Os moradores da região estão assustados com a situação e ainda não se sabe por quais motivos ela ocorreu. Uma das pichações mais chocantes foi a “Me humilha agora, diretora “, em uma das paredes.

Mais de 600 alunos foram prejudicados com a suspensão das aulas, mas isso por um motivo grave. As atividades foram canceladas hoje mesmo, dia 29, e não somente os alunos foram afastados. Os funcionários que chegaram ao local e viram o cenário também receberam licença. O retorno para o funcionamento da escola vai depender do grau de destruição que ocorreu, afim de que o ambiente possa estar seguro a todos os integrantes da unidade escolar.

O local não possuía câmeras de segurança para identificar os infratores, mas de acordo com o munícipio de Contagem, há um projeto em circulação para um sistema de monitoramento por vídeo.

A Polícia Civil instaurou uma investigação apurando as provas do crime, de modo a tentar encontrar os integrantes da degradação.” A perícia oficial foi acionada para realizar os levantamentos de praxe que irão subsidiar a investigação, a qual tramita a cargo da 3ª Delegacia de Polícia Civil do município”.

Essa foi a informação conforme a nota da PCMG. A Secretaria Municipal de Educação de Contagem também declarou informações e endossou que se solidariza com a escola, alegando que foi um absurdo o que aconteceu, de modo que irão se empenhar com a aquisição de novos mecanismos de segurança para as escolas.

A suspeita dos moradores e dos parentes de estudantes é que o vandalismo tenham relação com o jogo “Bully”, que é um jogo da rede social que tem por última etapa atirar contra os alunos da escola. Esse jogo teve o seu início no ano de 2006 com um grande sucesso nas suas vendas, de maneira a fazer referência ao bullying. O game é conhecido como um GTA de escola, no qual um aluno rebelde é expulso de várias escolas até chegar a um colégio de internação. O jogador assume o controle do personagem e vai cumprindo as missões designadas que, muitas vezes, se referem a praticar atos irresponsáveis na instituição. .

imagem Ilustrativa do jogo Bully

A polícia não soltou nenhuma informação que o crime na escola tenha relação com famoso jogo de videogame, mas os boatos circulantes devem ter uma grande possibilidade de entrarem no inquérito. Isso porque uma página do Instagram que faz referência ao game, de forma anônima, leva o nome da Escola José Silvino Diniz, pertencente a Contagem. No perfil existem gravações que se assemelham ao jogo Bully e até mesmo a imagem de uma arma.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: