AtléticoCruzeiroEsporteFutebol

Com destaque para goleiros, Cruzeiro e Atlético empatam em 0 a 0

Com Victor e Rafael como grandes destaques, dentro de uma partida tecnicamente fraca, Cruzeiro e Atlético não saem do 0 a 0 no Mineirão. Resultado melhor para o time celeste, que, atuando com jogadores reservas, conseguiu segurar os titulares do Galo.

Para essa partida, válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, os times atuaram com as seguintes formações:

CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Manoel, Murilo e Marcelo Hermes; Lucas Romero, Ariel Cabral, Bruno Silva, Mancuello (Rafael Sobis) e David (Thiago Neves); Raniel (Sassá)
Técnico: Mano Menezes

ATLÉTICO: Victor; Emerson, Leonardo Silva, Igor Maidana e Fábio Santos; Adilson (Matheus Galdezani), Elias, Luan (Edinho), Cazares (Chará) e Terans; Ricardo Oliveira
Técnico: Thiago Larghi

Primeiro tempo – A primeira chance na partida foi para o time do Galo. Com 5 minutos, Cazares cobrou falta na segunda trave, Maidana subui livre de marcação e acertou de cabeça, mas a bola passou por cima do gol  de Rafael. Aos 10 e aos 11 minutos, um volante de cada uma das equipes receberam cartão amarelo. O primeiro advertido foi o atleticano Adilson, por fazer falta em cima de Bruno Silva. Já o segundo amarelo foi para  Lucas Romero, o cruzeirense foi punido por entrada forte em Emerson.

  Afinal, é uma boa opção poupar titulares no Campeonato Brasileiro?

Aos 15 minutos, Chará fez ótima tabela com Fábio Santos pelo lado esquerdo e cruzou para Luan finalizar de peixinho, mas Rafael fez excelente defesa, impedindo o primeiro gol atleticano. Com 28 minutos, Cazares saiu em velocidade e fez tabela com Yimmi Chará. O equatoriano ficou cara a cara com Rafael, que saiu bem do gol para abafar o meia atleticano no momento exato da finalização. Com 34 minutos, Mancuello saiu para entrada de Rafael Sobis.

Aos 42 minutos, Raniel recebeu bom passe na entrada da área e escorou de letra para Sóbis, que dominou com a direita e chutou de canhota, mas o arremate foi fraco e Victor, bem posicionado, defendeu em dois tempos. E assim, aos 47 minutos, o juiz apitou pela última vez na primeira etapa: 0 a 0.

  Novo comando!

Segundo tempo – Os times voltaram para o segundo tempo sem substituições. E assim, aos 3 minutos, Marcelo Hermes recebeu pelo lado esquerdo e arriscou um chute de longe, obrigando Victor a fazer uma linda defesa. Aos 19 minutos, Thiago Larghi mexeu duas vezes no time do Galo. Adilson saiu para entrada de Matheus Galdezani e, David Terans, ganhou a vaga de Yimmi Chará. Um minuto depois, o Cruzeiro também mexeu. David saiu para entrada de Thiago Neves.

Aos 22 minutos, em saída errada de bola, Iago Maidana recuou para Victor de maneira arriscada, e Raniel chegou de carrinho para dividir com o goleiro alvinegro, mas a bola acabou saindo em tiro de meta para o time do Galo. Seis minutos depois, Ariel Cabral recebeu cartão amarelo por entrar de carrinho no volante Matheus Galdezani. E aos 29 minutos, Raniel saiu para entrada de Sassá.

  Goleiro Bruno, em regime semiaberto, acerta com time de Poços de Caldas

Com 32 minutos, Edinho ganhou a vaga de Luan no time do Galo, e ainda, 2 minutos depois, Ezequiel foi punido com cartão amarelo, por matar contra-ataque do Atlético. Aos 42 minutos, após bate-rebate, Murilo finalizou de perna esquerda, mas à queima-roupa, Victor fez um verdadeiro milagre com a mão esquerda para salvar o time alvinegro. Com 4 minutos de acréscimos, a partida acabou aos 49. Placar final: 0 a 0.

 

FICHA TÉCNICA 
CRUZEIRO 0 X 0 ATLÉTICO

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 16 de Setembro de 2018, Domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Cartões amarelos: Lucas Romero, Ariel Cabral e Ezequiel (Cruzeiro); Adilson (Atlético)
Cartões vermelhos: — Não houve
Gols: — Não houve

Leia também: Em jogo fraco tecnicamente, reservas do Cruzeiro empatam com rival em clássico

Fechar