Defesa Civil de Congonhas interdita casa atingida por barranco e cinco pessoas ficam desabrigadas

Na tarde desta sexta-feira (24), a Defesa Civil de Congonhas interditou duas casas na rua Nova Vista, no bairro Jardim Profeta, em Congonhas (MG), porque uma foi atingida por um barranco e corre risco de cair sobre outra. Cinco pessoas ficaram desabrigadas, sendo que quatro destas irão passar a noite na Escola Municipal João Olinto Ferraz.

Houve transbordamento do rio Maranhão na Vila Marques, onde a Defesa Civil já se dirige para realizar vistoria e providenciar alojamento para os necessitados.

Servidores da Defesa Civil estiveram também na rua Heráclito Júlio dos Santos no Alvorada, onde o solo do pequeno quintal ameaça ceder. No Pires, houve deslizamento de terra em um terreno de uma residência da rua Rufino, mas a situação já foi contornada e um bambuzal caiu nas proximidades da BR 040, sem afetar a via. Na av. Michael Pereira de Souza houve novo deslizamento de terra.

Apesar de não estar havendo longos períodos de estiagem, o volume de água na rio Maranhão na área central de Congonhas baixou de 4 metros para 3,7 metros do início para o final da tarde. Ainda segundo a Defesa Civil, a previsão é de volume acumulado de 40 mm durante a próxima madrugada.

Portanto, toda atenção é pouca para moradores de encostas, casas que apresentem rachaduras, ruas íngremes e população ribeirinha. Todos devem procurar local seguro, caso necessário.

A Defesa civil está atenta aos fenômenos meteorológicos e alerta para atender solicitações de atendimento. Em caso de necessidade, ligue 3731-4133 ou 199 durante o horário comercial e 99898-6914 a qualquer dia ou hora.

Chuva em Congonhas.
Crédito da foto: Prefeitura de Congonhas

O estado de Minas Gerais já somatiza 1.940 pessoas desabrigadas em decorrência das chuvas

Comentários