AtléticoCampeonato BrasileiroPalmeiras

Defesa do Atlético é vazada mais uma vez e time empata com o Palmeiras

Time vem sofrendo gols há 14 jogos; última vez que defesa passou em branco foi contra o Cruzeiro, em 4 de agosto

O Atlético empatou, fora de casa, com o Palmeiras, neste domingo (6), por 1 a 1. Apesar do resultado não ser desastroso, vide a força do adversário, o Galo tem muito a lamentar. O time alvinegro vinha vencendo a partida até os 38 da segunda etapa. Mas, mais uma vez, não conseguiu segurar o resultado e levou gol pelo 14º jogo seguido. Mesmo atuando com três zagueiros o time foi vazado.

Rodrigo Santana, treinador do Galo, surpreendeu na formação e mandou o time à campo no esquema 5-4-1. O que parecia ser um esquema “retranqueiro” deu certo e o Atlético começou a partida superior ao Palmeiras. Tal superioridade foi recompensada ainda na primeira etapa, com o gol de Nathan, que saiu aos 47 minutos.

Mas, se na primeira etapa a atuação foi consistente e equilibrada, no segundo tempo o Galo recuou demais e acabou sendo punido com o gol de empate, anotado por Dudu, aos 38 minutos.

Defesa do Atlético é vazada mais uma vez e time empata com o Palmeiras
Bom resultado fora de casa garantiu a Rodrigo Santana certa sobrevida no cargo – Crédito da foto: Bruno Cantini/Atlético

Os gols

O primeiro gol da partida saiu no apagar das luzes, no primeiro tempo. Nathan dominou a bola com espaço, pedalou, foi pra cima da marcação, tirou dois defensores e bateu rasteiro, no cantinho de Weverton. Um golaço que premiava uma primeira etapa movimentada e cheia de chances de gol.

Na segunda etapa, ciente de seus problemas defensivos, o Atlético se fechou e passou a esperar o Palmeiras. Isso acabou chamando o alviverde para cima e, depois de muito tentar, o Porco foi premiado. Dudu e Scarpa fizeram linda tabela e o camisa 7 palmeirense bateu bonito, no cantinho, para empatar o jogo e dar números finais ao confronto.

O Galo ainda reclamou muito de um suposto pênalti não assinalado pela arbitragem. O lance aconteceu aos 19 minutos do primeiro tempo, quando o jogo ainda estava no 0 a 0. Na situação, Felipe Melo teria empurrado Igor Rabello, durante uma cobrança de bola parada. O zagueiro atleticano ficou muito irritado. O técnico Rodrigo Santana reclamou do lance, já que não houve consulta ao VAR.

Tabela

Com o empate, o Galo caiu uma posição na tabela e ocupa, agora, o 11° lugar, com 31 pontos. Se vencer na próxima rodada, o Atlético pode ganhar uma posição. Caso perca, se mantém na mesma colocação, mas corre o risco de ver os times de trás se aproximarem.

Já o Palmeiras viu o Flamengo abrir cinco pontos de vantagem na liderança. O Porco ocupa o segundo lugar do campeonato, com 47 pontos.

Próximas partidas

O Galo volta à campo na quinta-feira, às 20h, no Maracanã, contra o líder Flamengo. Para a partida, o Atlético deve manter o esquema com cinco defensores. O time alvinegro terá muitos desfalques para a partida: Guga e Cleiton estarão com a Seleção Olímpica, Otero, vai disputar amistosos pela Venezuela. Luan, suspenso, e Chará, lesionado, também não jogam. Réver volta.

Já o Palmeiras enfrenta o Santos, fora de casa, na quarta, às 21h30. Se não vencer, o Porco poderá ver o Flamengo se afastar ainda mais e o Peixe encostar, ou, em caso de vitória, até ultrapassar o alviverde.

Ficha técnica – Palmeiras 1 x 1 Atlético

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Gómez, Luan e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Raphael Veiga) e Bruno Henrique; Willian, Lucas Lima (Deyverson) e Dudu; Borja (Gustavo Scarpa). Técnico: Mano Menezes.

Atlético: Cleiton; Guga, Igor Rabello, Leonardo Silva, Iago Maidana e Fábio Santos; Nathan (Zé Welison), Elias, Luan (Maicon Bolt) e Otero; Di Santo (Ricardo Oliveira). Técnico: Rodrigo Santana.

Gols: Nathan (Atlético) e Dudu (Palmeiras)

Cartões amarelos: Luan, Leo Silva, Di Santo e Cleiton (Atlético) e Gustavo Gómez, Deyverson e Dudu (Palmeiras)

Motivo: 23ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Allianz Parque, em São Paulo
Data e horário: domingo, 6 de outubro de 2019, às 16h
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Alex dos Santos (SC)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Deixe seu comentário

Etiquetas
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar