Dez hits musicais que eram destinados para outros cantores

É difícil de acreditar, mas existem alguns hits por aí que foram originalmente escritos para outros artistas. Você gostaria de saber quem realmente deveria cantar “Disturbia”, de Rihanna ? Ou o single “Since U Been Gone” de Kelly Clarkson ? Abaixo estão 10 músicas que foram originalmente escritas para outros músicos:

“Telephone”: era para ser de Britney Spears, mas ficou com Lady Gaga

O mega sucesso “Telephone” (2008) foi originalmente planejado para ser cantado por Britney Spears e apareceria em seu álbum “Circus”. No entanto, ela rejeitou a música, que foi escrita pela própria Lady Gaga. Depois que Spears recusou, Gaga usou essa música para seu próprio álbum, o “Fame Monster”, e se tornou um grande sucesso. Será que teria repetido o mesmo sucesso na voz da Britney?

“Disturbia”: ficou com Rihanna após ter sido rejeitada por Chris Brown

Várias músicas foram disponibilizadas ao cantor Chris Brown para o seu álbum “Exclusive”. Em vez de cantar a música “Disturbia”, ele escolheu o single “Forever”. Ele deu “Disturbia” à sua ex-namorada Rihanna, que a transformou em um hit número 1 nos EUA.

“Since U Been Gone”: foi rejeitada por Pink e Hillary Duff, mas aceita por Kelly Clarkson

Os compositores Dr. Luke e Max Martin escreveram a música primeiro para a cantora Pink, que recusou. Hillary Duff também rejeitou a música foi encaminhada para Kelly Clarkson que a incluiu no seu álbum “Breakaway”.

“Ni**as In Paris”: rejeitada por Pusha T, acabou ficando com Jay-Z & Kanye West

A música chegou ao número 5 nas paradas da Billboard Hot 100 dos EUA. Um grande sucesso para ambos os rappers! O single foi baixado mais de 3 milhões de vezes e ganhou o Grammy de Melhor Performance de Rap e Melhor Canção de Rap no 55th Grammy Awards.

“Gold Digger”: se tornou hit na voz de Kanye West após ter sido rejeitado pela rapper Shawnna

O single “Gold Digger” também se tornou um grande sucesso. A propósito, a música foi escrita para a rapper americanda Shawnna. West mudou o gancho para uma visão masculina das coisas e seu próximo hit nasceu com a participação de Jamie Foxx.

“SOS”: de Rihanna foi rejeitado por Christina Milian

Rihanna mais uma vez fez uma boa escolha! A faixa de dança ficou em primeiro lugar nas paradas americanas por três semanas. Para Christina Milian certamente irritante! Poderia ter sido seu retorno. Desde 2004, a cantora não teve sucesso (“Dip It Low”) e seu último álbum foi lançado em 2006. “SOS” fez tanto sucesso que Rihanna gravou três versões de clipes diferentes para a música. O primeiro foi produzido pela Agent Provocateur, como vídeo promocional que mostrava a cantora andando num hotel que se transformava numa discoteca; o segundo foi feito pela Nike, onde a artista dança num ginásio junto com bailarinas. Por fim, a versão oficial, que você confere abaixo:

“Umbrella”: rejeitada por Britney Spears e aceita por Rihanna

Após seu colapso em 2007, o retorno de Britney Spears estava longe de ser certo. O bem-sucedido compositor e produtor The-Dream queria catapultar a ex-rainha do pop de volta ao topo das paradas com “Umbrella”. Mas mais uma vez Spears declinou e mais uma vez Rihanna pegou o hit número 1 que deu prosseguimento à sua carreira.

“… Baby One More Time”: sucesso de Britney Spears, rejeitada pelo TLC

Apesar de algumas rejeições, Britney Spears também aceitou alguns ícones musicais de sua carreira, como foi o caso de “… Baby One More Time”. Mas naquela época ela ainda estava no começo de sua carreira. O álbum de estreia com o mesmo nome vendeu mais de 14 milhões de cópias e ainda é o álbum de estreia mais vendido por um artista que já foi lançado nos EUA. A música foi recusada pelas meninas TLC, girl group americano.

“How Will I Know”: rejeitada por Janet Jackson, aceita por Whitney Houston

A música é uma das canções mais conhecidas da saudosa cantora e, claro, “How Will I Know” se tornou um hit número 1. Dizem que os compositores George Merrill e Shannon Rubicam escolheram Janet Jackson para o título, mas a equipe administrativa de Janet recusou. Seria interessante ouvir Janet Jackson cantar essa música de qualquer maneira…

“Happy”: era para ter sido de Cee Lo Green, mas acabou ficando com Pharrell Williams

Se você não conhece “Happy”, você não passou pelo ano de 2014. A música-chiclete super motivacional do ano estourou  na voz de Pharrell. Prova disso é que a música ficou em primeiro lugar na Billboard americana durante dez semanas consecutivas, atingiu o topo das paradas em mais de vinte países e foi indicada ao Oscar de Melhor Canção Original pelo filme “Meu Malvado Favorito 2”, além de ganhado três Grammys. No Brasil, o SBT fez uma paródia de “Happy” para comemorar 33 anos da emissora, interpretada pelo ator Jean Paulo Campos, o Cirilo do remake de “Carrossel”. Originalmente, a música seria gravada pelo rapper Cee Lo Green, mas a gravadora optou por deixar música com Pharrel para que Green fizesse uma música natalina.

Comentários