ArquiteturaDecoraçãoDicas

Dê um show de bom gosto com a decoração Industrial em todos os ambientes da casa

Certamente, você já deve ter ouvido falar sobre os ‘estilos de decoração’, não? São modos de expressão que se repetem sempre com características muito semelhantes; tendências que combinam com o gosto de um indivíduo ou grupo. 

Existem obras classificadas como ‘industriais’, sabia? Esse estilo surgiu num determinado período da história, mas ainda é uma opção incrível que pode ser aplicada à sua casa

Crédito da foto: arquitetura:design/VivaDecora

O que é o estilo industrial de decoração?

Cada decoração é diferente da outra, isto você já pôde entender. Então, quais seriam as características que o estilo industrial guarda? Bem, percebe-se que ambientações criadas seguindo este modelo são bem simples, porém bonitas; diferentes, despojadas e, ao mesmo tempo, elegantes. 

Seus espaços são amplos, valorizando a circulação de pessoas. E os cenários são bem modernos, minimalistas e arrojados.

A inspiração para a criação do estilo industrial surgiu entre as décadas de cinquenta e setenta, nos EUA – mais precisamente em Nova York. Nessa época, muitos imóveis antigos, antes utilizados como galpões e fábricas, eram convertidos em lofts e estúdios bem charmosos. 

O conceito aplicado para elaboração de suas plantas –  com espaços integrados, materiais aparentes e canos expostos – logo ganhou o gosto do público.

Crédito da foto: Érica Salguero /VivaDecora

Atualmente, existem muitos empreendimentos novos construídos em áreas urbanas que ainda seguem essa mesma linguagem arquitetônica. Essas edificações, de traços tão rústicos, são, geralmente, contrastadas por decorações sofisticadas. 

Agora, existe também uma decoração conhecida por ‘industrial’, que é aquela que dá um “ar de fábrica” a casas com ambientes totalmente comuns. Continue acompanhando o texto para entender o caso!

Crédito das fotos: Mauricio Karam e Metrik Design/VivaDecora

Como montar uma decoração em estilo industrial?

A decoração em estilo industrial é muito singular. Aliás, nesse caso, o aspecto industrial é bem evidente. Os espaços de convivência aparecem muito charmoso. Tudo é muito amplo, claro, prático e versátil – apesar de, muitas vezes, parecer o contrário. 

Assim é possível perceber através das sugestões e exemplos apresentados nos tópicos seguintes!

Cartela de cores

Como se pode imaginar – até pela influência que recebeu -, a cor predominante na maioria dos ambientes decorados em estilo industrial é o cinza. Ela aparece em paredes, teto, forro e piso; nas mobílias; e até nos ornamentos. 

Ao seu lado está também o preto e o branco. Porém, toques em cores mais vivas e intensas – como tons de amarelo, vermelho e azul – são frequentemente vistas em pequenos detalhes.

Claro que os tons de metálicos se fazem bastante presente em propostas de decoração industrial. Voltando a dizer, o cinza sempre será dominante! Então, aparecem muito nos projetos de interiores peças espelhadas, em ferro e inox – principalmente escovado. 

Por isso é que diz-se que, para quebrar com essa frieza e sobridez, todo acessório descontraído é tão bem vindo!

Crédito da foto: Pietro Terlizzi/VivaDecora

Para transformar ambientes comuns no estilo industrial há alguns jeitos. Pode-se começar usando tinta em cinza, preto e branco nas paredes, por exemplo. Também usar para revestir várias das superfícies da casa materiais como os ladrilhos hidráulicos. 

Ou ainda massa texturizada ou papel de parede para imitar a textura do concreto; placas de tijolo aparente; e placas de aço corten.

Crédito da foto: Projética Design e Arquitetura/VivaDecora

Claro que a lembrança da textura do concreto bruto tem que se fazer presente em propostas em estilo industrial. A adição de elementos com aparência oxidada são uma alternativa para deixar os cenários ainda mais charmosos. 

Tudo isso tem muito a ver com um visual urbano e descolado no qual muita gente busca como estilo para casa. E para aquecer a decoração, é legal trabalhar também com diferentes texturas de madeira.

Crédito da foto: Pietro Terlizzi/VivaDecora

Mobiliário e peças ornamentais

Mobílias e ornamentos são, sem dúvidas, as coisas mais interessantes nas decorações em estilo industrial.  Itens maiores costumam ser neutros, lisos e polidos; porém, apresentam sempre um design interessante. 

Já as peças menores, como poltronas e mesinhas laterais, é o que mais chama a atenção nos cenários – geralmente porque possuem formas diferenciadas, com muita cor e até textura.

Crédito da foto: Metrik Design/VivaDecora

Muitos móveis escolhidos para decorações industriais até podem ser em MDF, sem problemas. Mas, é importante ter junto deles alguns artigos mais rústicos e “imperfeitos” – talvez resultantes de um processo de reciclagem. 

Não é incomum ver o uso de móveis caros de design ao lado de coisas antigas – vintages – e de criações baratas em pallets, baldes velhos, roda de bicicleta e mais. Esse mix é o que torna tudo mais interessante!

Crédito das fotos: TRiART Arquitetura e Rachel França e Gizelle Leite Arquitetura/VivaDecora

Agora, não só de coisas industrializadas são compostas as decorações industriais. Aparece também em alguns projetos itens feito a base de materiais naturais. Entra nesta lista – além da madeira, que já foi citada – o algodão, a lã, as peles e mais. 

E tem outras coisas que chamam a atenção nesses cenários: o fato de muitos móveis serem multifuncionais; e de que a iluminação ao redor parece destacar seus detalhes mais bonitos.

Crédito da foto: RBP Arquitetura e Interiores/VivaDecora

De fato, esse aspecto pouco acabado e até improvisado que a decoração industrial revela que mesmo nas imperfeições pode se encontrar algo encantador! Não tem como não se render a este estilo único e diferenciado!

Essas dicas de decoração industrial para casa foram criadas pela equipe Viva Decora.

  Conheça maravilhosos modelos de mesa de centro para sua sala de estar
Fechar