O que você procura?
Renova banner


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

‘Dinheiro Brasileiro’: conheça o aplicativo do Banco Central que ajuda a identificar dinheiro falso

João Paulo Silva 13 de agosto de 2020 às 08:05
Tempo de leitura
1 min

Infelizmente, os golpistas estão em toda a parte e não dão descanso. A possibilidade de receber notas falsas de bandidos e golpistas também é alta. Reconhecer essas notas falsas pode parecer uma coisa simples, mas na realidade hoje em dia elas são tão bem feitas que é difícil distingui-las das reais.

Em nosso auxílio, felizmente, existe um aplicativo que nos permite reconhecer saber melhor como identificar notas falsas evitando com que sejamos enganados.


O aplicativo em questão chama-se “Dinheiro Brasileiro”, foi lançado pelo Banco Central do Brasil em 2014 e está disponível para sistemas Android e iOS. Contudo, é importante ressaltar que o aplicativo não analisa a autenticidade da cédula, apenas ajuda a identificar e conhecer os itens de segurança.

A usabilidade do app é bem simples: ao abri-lo, ele acionará a câmara do seu aparelho e você só precisa centralizar uma nota no lugar indicado. Em seguida, o aplicativo vai mostrar o que deve ser observado frente e verso para determinar a autenticidade da nota em questão. Você só precisa tocar nas bolinhas brancas com bordas vermelhas para ler o que você precisa observar naquele ponto da nota.

Inscreva-se no nosso boletim informativo

Inscreva-se para receber as principais notícias veiculadas no nosso site em sua caixa de entrada, uma vez por dia.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.