O que você procura?
Renova banner


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Usiminas Mecânica deve demitir quase todo o seu quadro de funcionários até setembro

Rodolpho Bohrer 11 de junho de 2020 às 05:00
Tempo de leitura
3 min

Nessa quarta-feira (10), ocorreu no Ministério Público do Trabalho, com sede em Coronel Fabriciano, uma reunião envolvendo a Usiminas Mecânica, de Ipatinga, e o Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga e Região (Sindipa), representando pelo presidente Geraldo Magela. Segundo o sindicalista, a empresa confirmou na reunião que demitirá, até setembro, em torno de 700 trabalhadores, de um total de 740 da empresa, ou seja, quase o total do seu quadro de colaboradores.

O presidente do sindicato, em entrevista à repórter Sandra Serarim, do jornal Plantão Policial Ipatinga, disse que a empresa informou que não vai fechar às portas, que ela vai continuar funcionando com um número menor de trabalhadores, e que já na próxima semana serão demitidos 200 funcionários, insistindo na tese que é preciso se “readequar”, o que ele entende como uma forma da Usiminas Mecânica demitir os funcionários com plano de carreira e salário melhor para, futuramente, com mais projetos e com o maquinário melhor, recontratar com salários baixos e piores condições de trabalho, ampliando assim o seu lucro.


Para reverter o quadro de demissões, o sindicato tentará na Justiça e provocará autoridades do município de Ipatinga para estarem juntos dos trabalhadores, já que a demissão causará um impacto na sociedade local, e que o sindicato não entregará de “maõ beijada” o que é de direito dos trabalhadores.

Segundo a Usiminas Mecânica, em nota, a “empresa retomou o diálogo com os sindicatos para construir em conjunto e de forma transparente, a adequação da fábrica de Ipatinga ao cenário atual”, informando ainda que a empresa vem “acumulando um histórico de perdas em função da contínua retração da economia, situação agravada pela ausência de novos contratos e pelos impactos da pandemia da Covid-19”. Por fim, a Usiminas Mecânica informa que a companhia manterá todos os seus públicos informados de acordo com o avanço das negociações, que visam “reduzir ao máximo o impacto para as pessoas e garantir a sustentabilidade da Usiminas Mecanica”.

Obras da Mineração Usiminas gerarão empregos

A Mineração Usiminas irá construir uma planta de filtragem em Minas Gerais, conhecida como Sistema de Disposição de Rejeitos Filtrados. Estima-se que o valor do investimento gira em torno de R$ 160 milhões e a expectativa é concluir as obras do projeto em um ano e a previsão do início das atividades é em fevereiro de 2021, de acordo com a revista Minérios.

Com isso, as obras da Usiminas tem a expectativa de gerar mais de 400 empregos diretos e indiretos que serão, prioritariamente, ofertadas na região de Itatiaiuçu, a partir do começo das obras.

Segundo a presidência da Usiminas, esse projeto teve início ainda em 2016 e a ideia é alinhar as operações da Musa às novas tecnologias e padrões de excelência nacionais e internacionais, gerando mais conforto para a população da região.

Inscreva-se no nosso boletim informativo

Inscreva-se para receber as principais notícias veiculadas no nosso site em sua caixa de entrada, uma vez por dia.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.