Reunião pode definir o futuro de Éderson no Cruzeiro: o retorno do volante seria uma boa para a Raposa?

Volante acionou o clube na Justiça do Trabalho por atrasos salariais; nesta terça-feira (4), clube e atleta se reunirão em busca de acordo extrajudicial

A fim de resolver fora dos tribunais a situação do volante Éderson, que processou há algumas semanas o clube por atrasos salariais, o Cruzeiro terá, nesta terça-feira (4), uma reunião com o atleta e seus agentes. Dentre os desfechos especulados, o retorno ou a venda do volante não estão descartados.

Porém, após todo o desgaste provocado, a reintegração do jogador será positiva ao Cruzeiro?

Uma pergunta que parece óbvia, afinal, na atual situação da Raposa, a volta do bom volante Éderson seria extremamente benéfica tecnicamente ao time de Adilson Batista. Contudo, há toda uma situação que cria uma resistência da torcida com o atleta, que processou o time celeste no pior momento de sua história.

Tecnicamente

Dentro de campo, é inegável que a volta de Éderson seria extremamente positiva para o Cruzeiro. Com boa técnica e força física, o camisa 15 foi um dos poucos destaques da equipe celeste no sombrio ano de 2019. Seu retorno reforçaria, e muito, o carente setor de meio-campo do clube que, atualmente conta com os jovens Pedro Bicalho, Adriano e Jadsom, além do já criticado Filipe Machado.

Reunião pode definir o futuro de Éderson no Cruzeiro; o retorno do volante seria uma boa para a Raposa?
Em 2019, Éderson viveu bons momentos individualmente – Créditos das fotos: Marcelo Dias/Lightpress/Cruzeiro

Venda

Outra possibilidade também estudada é uma transferência do atleta, que já chamou a atenção de alguns clubes do Brasil, incluindo o rival Atlético. Além do alvinegro, o Bahia também se interessou por Éderson, e chegou a enviar uma proposta oficial ao Cruzeiro, mas que esteve longe de agradar.

Definições

Todavia, o futuro de Éderson ainda é uma incógnita. Porém, a reunião desta terça-feira (4) já é um aceno à possibilidade de pacificação do caso. A favor do Cruzeiro, joga o fato da instituição já ter honrado com alguns pagamentos pendentes  com o atleta, o que enfraqueceria seu processo na audiência marcada para o dia 19 de fevereiro. Porém, Éderson é empresariado por André Cury, que não tem tido boa relação com a atual cúpula estrelada.

Segundo informações do Superesportes, a vertente que ganha mais força no momento é uma saída amigável do atleta, mas a permanência não está descartada.

Em campo, não há dúvida quanto à qualidade do ex-camisa 15 celeste. Se ficar, será peça fundamental para 2020.

Éderson no Cruzeiro

Revelado em 2018, acumula 27 partidas pela equipe celeste e dois gols marcados.

Veja também: Raio-x: análise sobre os estreantes do Cruzeiro contra o Tupynambás

Comentários estão fechados.