24.9 C
Belo Horizonte
quarta-feira, 30 novembro 2022

ENEM aborda MTST e redação sobre povos tradicionais do Brasil; Boulos comemora

Gabarito oficial, divulgado pelo INEP, sairá até o dia 23 de novembro, após a aplicação das duas provas do exame.

De acordo com o INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, 74% dos inscritos foram fazer a prova do e ENEM no seu primeiro dia, 13 de novembro de 2022. A prova contou com as áreas do conhecimento de Ciências Humanas e suas tecnologias, Linguagens e Códigos e suas tecnologias e redação, com a duração de 5 horas e meia . O nível de dificuldade, segundo especialistas, foi semelhantes aos anos anteriores com uma pegada mais fundamentada, seguindo o protocolo do Exame Nacional do Ensino Médio.

O tema da redação causou o que falar, por ser tratar de uma ampla diversidade de ideias que pode corresponde-lo na escrita do texto. “Desafios para a valorização de comunidades e de povos tradicionais do Brasil”, esse foi o tema proposto pelo INEP. É importante salientar que nas propostas dos textos dissertativos argumentativos do ENEM sempre são colocados à tona as problemáticas que ocorrem no cenário atual, e esse ano não foi diferente, com uma temática socialmente relevante que aborda grupos específicos. A amplitude de ideias e fatores que podem fomentar tal problema é um fato que, com toda a certeza, foi discutida nas palavras dos participantes.

Além de se inserir em um arcabouço histórico que contempla a história do Brasil, a prova do ENEM também contou com questões que exemplificam os tempos da modernidade atual, acontecimentos contemporâneos e a história do país. Umas das questões que mais chamaram à atenção do público, está no que diz respeito a abordagem do MTST( Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto). Guilherme Boulos, um dos Deputados Federais mais bem votados com um milhão de votos no ano de 2022, comemorou no seu twitter o aparecimento da temática, ” a Luta do MTST fazendo história”, segundo ele. Confira a questão abaixo cuja sua resposta é a alternativa “D”.

A segunda prova do ENEM será realizada no dia 20 de novembro, próximo domingo, e abordará as áreas do conhecimento de Ciências da natureza e suas tecnologias e Matemática e suas tecnologias, com um total de 5 horas de provas. Os horários de abertura dos portões e fechamento serão os mesmos. A partir das 12 horas o portão estará aberto com o seu fechamento às 13h, conforme o horário de Brasília/DF, em Minas Gerais.

Veja quais outras temáticas foram abordados na Prova e o que disseram alguns especialistas do exame

A prova foi conceitual no seu nível proporcional, diversificou questões acerca de filósofos, escritores brasileiros e grandes historiadores, como por exemplo, Sêneca e Machado de Assis. Além disso, textos que transcendem os assuntos sobre os preconceitos, os estereótipos e a cultura também foram amplamente discutidos. Exemplos são as questões que relacionaram as negligências da desigualdade de gênero e do racismo estrutural. Veja opinião de professores de um dos maiores grupos de cursos preparatórios para o ENEM do Brasil:

O gabarito oficial, divulgado pelo INEP, sairá até o dia 23 de novembro, após a aplicação das duas provas do Exame Nacional do Ensino Médio. Serão disponibilizadas as respostas de ambos os dias de aplicação, respectivas às suas áreas do conhecimento.

O que esperar para o Segundo dia de prova?

O segundo dia, de acordo com o INEP, não fugirá dos temas esclarecidos no edital, publicado no site do Governo, no início do ano. Espera-se que a tendência seja sempre crescer os fundamentos aplicados, tanto nas áreas de matemática, quanto nas de física, química e Biologia. As proporcionalidade das questões devem ser equivalente às questões aplicadas nos últimos anos, com as configurações de outra maneira.

Fala-se muito que o nível do Enem tem se elevado nos últimos tempos, o que parece ser verdade. O conteúdo tem sido cobrado de maneiras mais específicas, mas com textos de apoio que ajudam para a elaboração e raciocínios das questões, a interpretação de texto ainda é pauta. Porém, alguns estudiosos advertem que saber as matérias, agora torna-se a cada vez mais necessário.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: