Em Belo Horizonte, homem com suspeita de coronavírus tem convulsões e precisou ser socorrido em casa

Um homem, de 35 anos, com suspeita do coronavírus teve crises de convulsão no segundo andar de uma residência localizada na rua Arauto, no bairro São Lucas, em Belo Horizonte, na manhã desta terça-feira (31), por volta das 11h. O Corpo de Bombeiros (CBMMG) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram até o local e socorreram a vítima.

Segundo informações dos bombeiros, o homem precisava ser transportado ao hospital, porém encontrou dificuldades por causa da escada da residência que era do tipo caracol, tornando a imobilização e transporte do paciente que mora no segundo andar até a ambulância mais difíceis.

Assim, os bombeiros utilizaram todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para atuação com suspeita de coronavírus. Com isso, foram utilizadas cordas e uma maca que retiraram o homem por uma varanda da residência, içando o paciente até o chão.

Segundo informações da assessoria de imprensa do SAMU, o homem foi levado ao Hospital das Clínicas, mas não serão divulgados os dados sobre o estado de saúde do paciente.

O paciente em questão morava em uma residência localizada em um lugar aglomerado e, em um vídeo divulgado nas redes sociais, moradores diziam que na favela era impossível seguir as recomendações de ficar a um metro de distância, já que as casas tem poucos cômodos e ficarem aglomerados.

Veja também: Minas Gerais registra segunda morte por coronavírus

Comentários