Encenação da Paixão de Cristo de Entre Rios será publicada em episódios no Facebook

Uma tradição de quase 50 anos na cidade de Entre Rios de Minas, a Semana Santa conta com a encenação da Paixão de Cristo por pessoas voluntárias que moram no município. Porém, com as medidas de prevenção do novo coronavírus adotadas na cidade não poderá ocorrer a celebração religiosa.

Com isso, encontrando uma maneira para continuar a tradição em Entre Rios de Minas, porém mantendo todos seguros dentro de casa, através de uma parceria da Secretaria Municipal de Cultura e a Paróquia Nossa Senhora das Brotas, a partir da próxima quarta-feira (8), será compartilhado no Facebook da Paróquia, episódios da encenação gravada.

Ao todo, serão três episódios divulgados na quarta, quinta e na sexta-feira santa. O 1º episódio contará sobre a “Tentação à Jesus”, “Sermão da Montanha” e “Santa Ceia”, já no 2º, serão as cenas do “Horto das Oliveiras”, “Castelo de Herodes”, “Julgamento de Pilatos”, e 3º , com “Morte de Judas”, “Via Sacra” e “Crucificação”.

Para conferir os vídeos, o público poderá seguir a página da paróquia no facebook. A Semana Santa de Entre Rios de Minas faz parte do inventário de proteção ao acervo cultural do Patrimônio Imaterial Municipal desde o ano de 2008.

Histórico

As encenações das histórias de Jesus Cristo na Quaresma começaram nos anos 1970, dentro da Igreja Matriz. O teatro, até então considerado amador, foi se consolidando e se tornando tradição na cidade, crescendo o número de voluntários e público. As apresentações tiveram que acontecer no lado de fora da igreja, chegando até a ter um palco montado.

Em 2017, o grupo que encena a Paixão de Cristo, o “Entre Nós”, voltou e se consolidou novamente em Entre Rios, atraindo centenas de pessoas ao redor da Igreja Matriz, para transmitirem oração em encenação. Com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, o grupo passou a se apresentar também nas comunidades rurais e na cidade vizinha Lagoa Dourada.

Veja também: Especial Semana Santa: conheça as lendas mineiras contadas na data

Comentários