20.4 C
Belo Horizonte
quinta-feira, 29 setembro 2022

Orquestra Ouro Preto junto com Alceu Valença no Altas Horas neste sábado, 17

Sinfônica é regida pelo ouro-pretano Rodrigo Toffolo

Jair Bolsonaro será sabatinado nesta terça (13) por Ratinho

Ciro Gomes e Simone Tebet também já confirmaram suas presenças nos dias 19 e 20 de setembro, respectivamente

A Fazenda 14: relembre os Campeões das 13 edições passadas

O entretenimento esperado por muitos espectadores esta...
Portal Mais MinasEntretenimentoPara além de 'Pantanal': relembre três novelas icônicas da TV Manchete

Para além de ‘Pantanal’: relembre três novelas icônicas da TV Manchete

Em 1990, a TV Manchete viveu um dos ápices de sua história ao produzir a novela ‘Pantanal’, que parou o Brasil e foi sucesso estrondoso tendo, inclusive, superado a Globo na audiência. Agora, com o remake da novela interiorana por parte da emissora carioca, a história do canal de Adolpho Bloch volta à tona.

Após anos de luta e sonho dos idealistas, a TV Manchete saiu do papel em 5 de junho de 1983. Ao longo de sua trajetória, a emissora produziu inúmeras telenovelas, transmissões esportivas e de desenhos animados, até encerrar as atividades, em 1999.

Dentre as novelas, algumas se destacaram, principalmente as que abordaram tramas interioranas e de desdobramentos quentes, como ‘Pantanal’. Por isso, o Mais Minas separou três grandes relíquias da teledramaturgia feitas pela Manchete.

‘A História de Ana Raio e Zé Trovão’

Pouco tempo depois de ‘Pantanal’, em 1991, a emissora quis recriar o sucesso da trama pantaneira e, para isso, apostou na novela escrita pelo famoso ator Marcos Caruso, e pela roteirista Rita Buzzar. O enredo conta a vida de Ana Raio (Ingira Liberato) e Zé do Trovão (Almir Saiter), que possuem uma história de amor em meio a rodeios pelo Brasil inteiro.

Apesar da forte repercussão, a audiência não foi a esperada pela empresa. Mesmo assim, o SBT comprou os direitos e reprisou o produto em 2008.

‘Xica da Silva’

No ano de 1996, a TV Manchete colocou em horário nobre a novela ‘Xica da silva’, escrita pelo famoso autor global Walcyr Carrasco, mas que à época usava um codinome.

A história trata de uma escrava que virou rainha no século 18, em Minas Gerais, ao se casar com o Contratador João Fernandes. A personagem principal, Xica, foi protagonizada por Thaís Araújo, que só tinha 18 anos e fazia seu primeiro trabalho na televisão. Além dela, grandes nomes da arte brasileira também estavam na produção, como Drica Moraes e Giovanna Antonelli.

‘Xica da Silva’ teve 231 episódios na exibição inicial. Anos depois, foi retransmitida pelo SBT.

Reprodução/Internet

‘Mandacuru’

Uma das mais longas novelas da história, ‘Mandacuru’ durou um ano, entre 1997 e 1998, com 259 capítulos. A história falava de uma promessa de vingança após a morte de Lampião e Maria Bonita no cangaço brasileiro.

O autor da trama foi criada e escrita por Carlos Alberto Ratton, inspirada na obra ‘Dente de Ouro’ de Menotti Del Picchia.

Reprodução/Internet

A nova versão estreia na próxima segunda-feira (28), após o Jornal Nacional, na TV Globo.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: