Estudante da UFOP é encontrado sem vida e primeiro exame para Covid-19 dá negativo

O corpo de um homem de idade ainda não informada foi encontrado na noite dessa sexta-feira (4) dentro de uma república estudantil em Mariana. O óbito da vítima está sendo investigado sob suspeita de coronavírus. A vítima, que é de Goiás, estudava pós-doutorado na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), no Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS), localizado em Mariana.

Segundo informações de conhecidos da vítima, veiculadas no jornal O Tempo, o estudante chegou a ligar para a família na última quinta-feira (2) para informar que estava com os sintomas comuns da Covid-19, como falta de ar, dor no peito e febre.

Após ligar para a família, a vítima não fez mais contato, e um dia após o seu desaparecimento, um morador da república encontrou o estudante morto.

Por se tratar de um caso suspeito para o novo coronavírus, a Vigilância Sanitária esteve no local para realizar todos os protocolos minuciosos de higienização.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Mariana, embora o teste rápido realizado com uma amostra de sangue da vítima tenha dado o resultado negativo para a Covid-19, o caso continua sendo investigado para o novo vírus, sendo aguardado o resultado de um segundo exame, que será realizado pela FUNED. Contudo, um exame para dengue foi dado como positivo.

Mariana já registra um óbito decorrente de Covid-19 e esse é o segundo que está em investigação, ou seja, agora duas mortes estão sendo apuradas pela saúde da cidade e uma já foi confirmada.

A UFOP lamentou a morte do aluno e divulgou uma nota:

“Com profundo pesar, a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) comunica o falecimento de um aluno, no município de Mariana, ocorrido na noite de ontem, 03/04. O secretário Municipal da Saúde, Danilo Brito, em entrevista coletiva concedida na tarde de hoje, 04/03, informou que foram realizados exames (teste rápido), cujos resultados deram positivo para dengue e negativo para a Covid-19. No entanto, ele ressaltou que o caso continua sob investigação, uma vez que os laudos conclusivos só ocorrerão após os exames da Fundação Ezequiel Dias (Funed), em nível estadual. O secretário informou que, nos casos sob monitoramento, a vigilância sanitária pesquisa pessoas que tiveram contatos com os pacientes, inclusive aos que vieram a óbito, como meio de dar as orientações necessárias de como proceder em situações como esta.

A direção da UFOP se solidariza com familiares e colegas, lamenta o ocorrido, e informa que o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus da universidade está acompanhando o caso.”
Comentários