Fernando Pimentel é alvo de investigação por crimes eleitorais e lavagem de dinheiro

Por

A Polícia Federal realiza, nesta segunda-feira (12), dois mandados de busca e apreensão em endereços relacionados ao ex-governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, em Belo Horizonte. A operação intitulada Monograma é um desdobramento da Acrônimo, operação da PF que apura esquemas de lavagem de dinheiro em favor de campanhas eleitorais.

A PF suspeita que empresas de consultoria foram usadas para o recebimento de uma soma superior a R$ 3 milhões, em vantagens ilícitas através de uma simulação de prestação de serviços.

A investigação é baseada na delação premiada do empresário Benedito Rodrigues, conhecido com Bené. Segundo a Polícia Federal, os valores recebidos decorreram de atuação de Pimentel em favor de uma empresa brasileira no Uruguai.

Você também pode gostar de: Linha do Tempo: entenda a crise política do Brasil entre 2013 a 2018

Linha do Tempo: entenda a crise política do Brasil entre 2013 a 2018

Deixe seu comentário

Tags :

Postado em 12 de agosto de 2019