Governo anuncia privatização dos Correios e outras estatais; veja a lista

Por

Na terça-feira (20), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo federal deveria anunciar nesta quarta-feira (21) que os Correios e mais outras 16 empresas seriam incluídas na lista de privatização até o final deste ano. Apesar de não adiantar todos os nomes das estatais, Guedes destacou que o governo pretende acelerar a medida.

As coisas estão acontecendo devagarzinho, vai uma BR Distribuidora aqui, daqui a pouco vem uma Eletrobras, uma Telebras, daqui a pouco vem também os Correios, está tudo na lista. Amanhã deve ser anunciado umas 17 empresas só para completar o ano”, disse o ministro em um evento promovido pelo jornal Valor Econômico na cidade de São Paulo.

Confira a lista das empresas que serão privatizadas:

  • Emgea (Empresa Gestora de Ativos);
  • ABGF (Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias);
  • Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados);
  • Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social);
  • Casa da Moeda;
  • Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo);
  • Ceasaminas (Centrais de Abastecimento de Minas Gerais);
  • CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos);
  • Trensurb (Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A.);
  • Codesa (Companhia Docas do Espírito Santo);
  • EBC (Empresa Brasil de Comunicação);
  • Ceitec (Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada);
  • Telebras
  • Correios
  • Eletrobras
  • Lotex (Loteria Instantânea Exclusiva);
  • Codesp (Companhia Docas do Estado de São Paulo).

 

Privatização dos Correios faz parte do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), afirma Bolsonaro

Também nesta quarta-feira (21), antes da divulgação oficial do nome das empresas, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que as privatizações anunciadas pelo ministro da Economia fazem parte do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI).

A lista do Programa de Parcerias de Investimentos para o processo de privatização começa pelos Correios, o resto não lembro de cabeça“, disse o presidente em uma breve aparição na saída do Palácio da Alvorada.

Questionado por jornalistas, Bolsonaro ainda afirmou que a privatização dos Correios passará pelo Congresso e que o processo é “bastante longo”.

* Com informações da Agência Brasil.

Tags :

Postado em 21 de agosto de 2019