IBGE devolverá dinheiro de inscritos no concurso do Censo

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) fará o reembolso dos valores pagos pelos inscritos no concurso do Censo 2020. A decisão foi anunciada nesta terça-feira (25), e tem como causa o adiamento do Censo, por causa da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Os valores a serem devolvidos serão referentes às inscrições – R$ 35,80 para as funções de nível médio e de R$ 23,61 para recenseador.

Segundo o comunicado publicado no site oficial do IBGE, a data prevista para a disponibilização do ressarcimento é até o próximo dia 18 de maio. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (CEBRASPE) vai encaminhar ao IBGE as informações cadastrais de cada um dos pagantes, para em seguida efetivar o reembolso, que estará disponível na forma de ordem de pagamento, a cada um dos candidatos, nas agências do Banco do Brasil.

O concurso

Inicialmente, o concurso ofereceria 180.557 vagas para todo o país, com funcionários que trabalharão nos 5.569 municípios brasileiros. Para o estado de Minas Gerais, seriam 18.746 vagas para Recenseador (edital nº 3/2020), 230 para Agentes Censitários Municipais e 2.950 para Agentes Censitários Supervisores (ambas presentes no edital nº 2/2020), totalizando 21.656 empregos temporários gerados.

Os recursos previstos para a realização do Censo, no total de R$ 2,3 bilhões, serão alocados para o Ministério da Saúde promover ações de enfrentamento ao Covid-19, com o compromisso da pasta de realocar no orçamento do IBGE do próximo ano igual valor para assegurar a operação censitária.

Veja também: IBGE decidiu adiar a realização do Censo Demográfico para 2021

Comentários