Take a fresh look at your lifestyle.

Instituto Tecnológico Vale e CNPq oferecem bolsas de pesquisa

Vagas são para Ouro Preto (MG) e Belém (PA). Inscrições terminam em 5 de outubro.

O Instituto Tecnológico Vale (ITV) seleciona bolsistas para atuar em projetos de pesquisa científica e tecnológica em suas duas unidades: Ouro Preto (MG) e  Belém (PA). Os projetos têm como temas recursos hídricos; geoquímica; socioeconomia; geociências; inteligência artificial; analítica de dados, ciências biológicas e agrárias, engenharias florestal e ambiental; automação eletrônica de processos elétricos e industriais; engenharia de minas; engenharia de materiais e metalúrgica; engenharia mecânica; tratamento de minérios entre outros. As bolsas serão concedidas por meio da Chamada CNPq/ITV nº10/2018 e terão duração de um ano com possibilidade de prorrogação de até outros 12 meses.

Os bolsistas serão selecionados pelos coordenadores dos projetos com base no currículo e experiência nas atividades da bolsa pretendida. A critério do coordenador do projeto, os candidatos pré-selecionados poderão ser submetidos a entrevistas em dia e horário a serem definidos. A data limite para inscrições é 5 de outubro.

Os interessados deverão encaminhar para o e-mail indicado no contato de cada projeto (quadro abaixo) o link de seu currículo lattes e um curto texto com a manifestação de interesse e justificativa para a bolsa.

Confira os projetos:

Projeto 1: Expandindo o conhecimento da vegetação de Carajás: comparação da canga com outras áreas de campo rupestre para compensação ambiental e lista florística dos outros tipos de vegetação com ênfase na Floresta Nacional de Carajás. 

Tema 1. Listagens e comparação: identificação, trabalho de campo, espécies lenhosas, comparações fitossociológicas, experiência em R.

Área: Ciências Biológicas – Botânica (Taxonomia de Fanerógamas)

1 Bolsa PDI.

Contato: [email protected]

Projeto 2: Estudos biossistemáticos em espécies de relevância para processos de licenciamento ambiental na Floresta Nacional de Carajás (Pará, Brasil).

Tema 1. Biologia floral: fenologia, ontogenia floral ou temas afins; trabalho de campo, experiência em realizar análises e interpretar dados nessa área.

Tema 2. Biologia celular: citogenética e genética de populações.

Área: Ciências Biológicas – Botânica (ecologia ou genética vegetal).

1 Bolsa DTI A

1 Bolsa DTI B

Contato: [email protected]

Projeto 3:  Socioeconomia e sustentabilidade na mineração: instrumentos para subsidiar um plano de desenvolvimento sustentável para a região sob influência da Estrada de Ferro Carajás (EFC) e da mineração no sudeste do estado do Pará, sob os aspectos socioeconômicos.

Tema 1. Contribuir para promover o desenvolvimento sustentável da região sob a influência da Estrada de Ferro Carajás (EFC) por meio de estudos interdisciplinares e multivariados sobre as interações entre as comunidades locais e a ferrovia, visando identificar potencialidades e oportunidades no território.

Área: ciências sociais e econômicas; ciências agrárias; engenharia ambiental; psicometria; geografia; planejamento regional.

2 Bolsas DTI C

Contato: [email protected]

Projeto 4:  Recuperação de áreas degradadas pela mineração de ferro no Pará: ocupação e dinâmica multitemporal da terra, revegetação, bioindicadores, conservação e uso de espécies vegetais nativas.

Tema 1. Propagação de espécies vegetais para a revegetação de áreas afetadas pela mineração.

Tema 2. Monitoramento do solo e da vegetação para a definição de bioindicadores para o status da recuperação ambiental

Área: ciências agrárias, ciências biológicas, engenharia florestal, engenharia ambiental.

2 Bolsas PDI

Contato: [email protected]

Projeto 5:  Tecnologias computacionais aplicadas a problemas operacionais de ferrovias.

Tema 1. Engenharia de software, incluindo design patterns. Análise de dados, envolvendo tecnologias de inteligência artificial e aprendizado de máquina. Softwares para visualização de dados, comoTableau e Spotfire e linguagem programação, preferencialmente Java (Versão 8), ou outras voltadas a análise de dados: Python suportadas pela JVM. 

Área: analítica de dados, big data, ciências da computação.

1 Bolsa DTI A

Contato: [email protected]

Projeto 6:  Desenvolvimento de tecnologias baseadas em treinamento cognitivo para aplicações na indústria de mineração.

Tema 1. Desenvolvimento de algoritmos inteligentes para decodificação de estados mentais produtivos a partir de sinais de eletroencefalografia.

Tema 2. Desenvolvimento de algoritmos inteligentes para classificação de tarefas e reconhecimento de atividades usando eletroencefalografia.

Área: ciência e engenharia da computação, engenharia elétrica, inteligência artificial, analítica de dados, big data, estatística aplicada e áreas correlacionadas.

1 Bolsa DTI-B

1 Bolsa DTI-C

Contato: [email protected]

Projeto 7:  Apoio a projetos de pesquisa do Grupo de Geologia Ambiental e Recursos Hídricos (GGARH) do Instituto Tecnológico Vale.

Tema 1. Utilização de rede de monitoramento hidroclimatológico in situ e modelagem hidrológica para avaliar o impacto da mudança de cobertura do solo na hidrologia na bacia hidrográfica do rio Itacaiúnas, sudeste do Pará. Avaliar os impactos da mudança da cobertura do solo em componentes dos processos hidrológicos na bacia, em diferentes escalas espaciais e cenários de desflorestamento.

Tema 2. Biodisponibilidade de elementos-traço de relevância ambiental em áreas da bacia hidrográfica do Rio Itacaiúnas, Pará. Determinação da biodisponibilidade de elementos-traço de relevância ambiental em áreas da bacia hidrográfica e estudo da dinâmica da disponibilidade dos elementos-traço nas áreas-alvo e propor modelos de predição de disponibilidade para a região.

Tema 3. Atlas Geoquímico da Bacia do Rio Itacaiúnas, região de Carajás, Pará. Elaboração de atlas geoquímico de águas superficiais, sedimentos de corrente e solos para a bacia hidrográfica referida.

Área: ciências exatas, geociências e correlatas.

3 Bolsas PDI ou DTI-A

Contato: [email protected]

Projeto 8:  Otimização em Tempo Real de Processos de Usina por Controle Preditivo por Modelo Econômico (EMPC).

Tema 1. Algoritmos Heurísticos para tratar problema de otimização combinatória estocástica.

Tema 2. Controle preditivo por modelo econômico aplicado ao processo simulado de usina.

Área: Automação Eletrônica de Processos Elétricos e Industriais.

2 Bolsas DTI-A

2 Bolsas DTI-C

Contato: thiago.euzé[email protected]

Projeto 9:  Análise tridimensional das tensões e deformações na estabilidade de cavas para a otimização da recuperação do minério.

Tema 1. Geomecânica aplicada a lavra de minas..

Área: Lavra de Minas, geomecânica.

1 Bolsa  DTI-A

1 Bolsas DTI-B

Contato: [email protected]

Projeto 10:  Efeito da umidade na abrasão de aços manganês Hadfield.

Tema 1. Desgaste abrasivo em regime moderado.

Tema 2. Sinergismo abrasão /erosão desgaste. 

Área: Engenharia de Materiais e Metalúrgica, Metalurgia Física, Estrutura dos Metais e Ligas, Propriedades Físicas dos Metais e Ligas, Propriedades Mecânicas dos Metais e Ligas; Engenharia Mecânica, Processos de Fabricação, Processos de Fabricação, Seleção Econômica.

2 Bolsas ITI A

1 Bolsa DTI-B

1 Bolsa DTI-C

1 Bolsa PV

Contato: [email protected]

Projeto 11:  Análise tribológica de placas de chutes de transferência de minério de ferro sob condições de abrasão e erosão.

Tema 1. Desgaste abrasivo em regime moderado.

Tema 2. Sinergismo abrasão /erosão desgaste. 

Área: Área: Engenharia de Materiais e Metalúrgica, Metalurgia Física, Estrutura dos Metais e Ligas, Propriedades Físicas dos Metais e Ligas, Propriedades Mecânicas dos Metais e Ligas; Engenharia Mecânica, Processos de Fabricação, Processos de Fabricação, Seleção Econômica.

2 Bolsas  ITI A

1 Bolsa DTI-B

1 Bolsa DTI-C

1 Bolsa PV

Contato: [email protected]

Projeto 12:  Subsídios para otimizar a concentração do minério de ferro – do laboratório à indústria – Análise da eficiência da modificação do amido na depressão da hematita.

Tema 1. Fenômenos de transporte aplicados ao tratamento de minério de ferro.

Área: Engenharia de Minas/Tratamento de minérios/Equipamentos de Beneficiamento de Minérios

1 Bolsa DTI-B

2 Bolsas DTI-C

7 Bolsas ATP

Contato: [email protected]

Sobre o ITV

O Instituto Tecnológico Vale é uma Instituição sem fins lucrativos com a missão de desenvolver e aportar conhecimento no uso responsável dos recursos naturais. A unidade em Ouro Preto (MG) é voltada a temas ligados à mineração, e a de Belém (PA) é especializada em questões relacionadas ao desenvolvimento sustentável.

Close