Joias celestes: um time com os jovens mais promissores do Cruzeiro

Por

Que o Cruzeiro passa por situação financeira gravíssima e não tem fundos para investir no futebol, todo mundo está cansado de saber. A pergunta que fica é: como alterar esse cenário e o time se equilibrar monetariamente? Bom, são muitas respostas para esta pergunta, mas uma que sempre aparece é “utilizando as categorias de base“. Ao utilizar a base com sucesso, os times conseguem retornos técnicos e financeiros, ganhando no âmbito futebolístico e comercial, ao não precisar investir em compras de atletas e lucrar com futuras vendas.

Historicamente formador de bons jogadores, o Cruzeiro recentemente, com Mano Menezes, não deu muitas chances ao jogadores formados no clube, preferindo investir em medalhões já consagrados. E, com uma geração de jovens considerada muito promissora, além da chegada de Rogério Ceni, técnico que afirmou gostar de trabalhar com jovens, talvez esse seja o momento para que alguns jovens venham a ter suas oportunidades no time celeste.

Pensando nisso, o Mais Minas decidiu fazer uma escalação das maiores promessas do time celeste no momento, que podem vir a receber chances no time principal. O portal fez matéria parecida no ano passado e, curiosamente, dos onze listados, apenas um continua no clube.

Sem mais delongas, vamos ao time dos mais promissores jovens celestes.

Goleiro – Vitor Eudes

Mais um que está no time desde o ano passado, Vitor Eudes, de 20 anos, é mais uma das boas revelações de goleiro vindos da base celeste. O goleiro já demonstrou seus atributos pelo time sub-20, sendo herói dos títulos do Campeonato Brasileiro e da Supercopa sub-20, ambos no ano de 2017, ao defender cobranças de pênaltis dos rivais. Apesar da qualidade comprovada, Vitor sabe que suas chances no gol celeste são poucas, afinal o ídolo Fábio é titular absoluto do time e o reserva imediato, Rafael, já aguarda há mais de 10 anos sua chance, agarrando qualquer oportunidade que aparece.

Lateral direito – Weverton

O garoto que deu a caneta no Neymar. Weverton, de 20 anos, ganhou fama mundial ao aplicar uma caneta no craque do PSG num treino da Seleção em que havia sido convocado para completar a equipe, prática comum adotada por Tite. Após o lance, que deixou o camisa 10 da equipe canarinho irritado, a vida do jovem lateral direito celeste mudou. Foi promovido aos profissionais do Cruzeiro e estreou no time principal. Rápido e bom no drible, o jogador se destacou nas três partidas que atuou pelo Cruzeiro, no Brasileirão, mostrando ser uma boa arma ofensiva.

Joias celestes

Weverton ficou famoso ao dar uma caneta no craque Neymar num treino da Seleção Brasileira – Crédito da foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Zagueiro – Cacá

No time profissional desde 2018, Cacá já estreou com a camisa celeste e é considerado um fenômeno pelos observadores da base cruzeirense. O jovem zagueiro, de 20 anos, é tido como rápido e técnico, o que compensa sua estatura não tão alta para a posição: 1,85 m.  Vez ou outra, torcedores pedem o jogador no time titular, para que seja testado em jogos mais difíceis. O defensor já tem quatro jogos com a camisa celeste, sendo dois deles em 2019.

Zagueiro – Edu

Edu, de 19 anos, subiu para o profissional do Cruzeiro nesta temporada, após Murilo ser negociado com o futebol russo. O zagueiro se destaca pela força e imposição física. Recém promovido, o zagueiro ainda está atrás de Cacá e Fabrício Bruno, outras duas pratas da casa, na disputa pela reserva imediata de Léo e Dedé. O futuro do defensor cria muitas expectativas e ele chegou a ser sondado por clubes europeus, fazendo com que o time mineiro antecipasse sua renovação de contrato.

Lateral esquerdo – Rafael Santos

Aos 21 anos, Rafael Santos é mais um que está na equipe principal desde 2018. Com dois jogos nos período, um em cada ano, o lateral esquerdo ainda não tem minutos o suficiente para ter dado seu cartão de visita. Mas, se manter no elenco profissional e fugir da política de empréstimos de jovens adotada pelo Cruzeiro, mostra que os treinadores enxergam utilidade no jogador. Com Egídio caindo muito de rendimento e chegando a uma idade avançada, é possível que no ano que vem Rafael seja acionado em mais oportunidades.

Joias celestes

Rafael Santos em campo contra o Bahia, pelo Brasileirão 2019 – Crédito da foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Volante – Adriano

Um outro jogador que pode vir a ganhar espaço pela escassez de volantes no elenco celeste é Adriano. Destaque da base, o atleta de 19 anos começou a carreira como meia mas foi sendo recuado até a função de primeiro volante. Forte na marcação, os tempos como armador garantiram ao jovem uma boa qualidade na saída de bola e chegada à frente. Ambas as características são admiradas por Rogério Ceni, que pode vir a dar chances ao jogador.

Volante – Éderson

Mais um que figura no time profissional desde 2018, Éderson frequentemente é pedido pela torcida no time principal, pela insatisfação com as atuações dos volantes titulares. Contratado por empréstimo junto ao Desportivo Brasil no ano passado, o jogador foi recentemente adquirido em definitivo pelo Cruzeiro e poderá ganhar mais chances, já que o time mineiro perdeu Lucas Silva e Lucas Romero na janela de meio do ano.

Aos 20 anos, Éderson acumula sete jogos com a camisa do Cruzeiro, sendo dois deles em 2019. O jogador se destaca pela boa qualidade técnica e força física. Com passagens pelas Seleções de base, o volante sempre se destacou nos torneios que disputou com o time júnior do time celeste. É possível que o atleta venha a ser utilizado por Rogério Ceni, já que suas características se encaixam nas preferências do treinador.

Meia – Maurício

O meia, de apenas 18 anos, despontou no profissional celeste nesta temporada e agradou a torcida celeste. Rápido e habilidoso, o jogador também se destacou pelo bom passe e entrega nos minutos que ficou em campo. Apesar da pouca idade, Maurício já coleciona passagens pelas Seleções de base e acumula quatro jogos pelo time profissional do Cruzeiro, somando mais de 200 minutos jogados.

Entrando aos poucos e num time mais organizado e em melhor fase, Maurício pode render bons frutos ao Cruzeiro. Há de se levar em conta também que, na posição, o time celeste conta com, em sua maioria, jogadores de idade mais avançada. Por isso é importante a inserção de nomes mais jovens no elenco principal.

Joias celestes: um time com os jovens mais promissores do Cruzeiro

Meia Maurício (com dos dedos no ouvido) e atacante Vinícius Popó (mostrando a língua) já estrearam no elenco principal do Cruzeiro – Crédito da foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Meia – Marco Antônio

Marco Antônio tem só 19 anos e já carrega o peso de ser comparado com o ídolo celeste Alex. O jovem jogador chegou ao Cruzeiro aos nove anos de idade e já acumula uma década de clube. As comparações com Alex se devem a qualidade técnica do jogador que, saindo do banco ou começando como titular, mostra ser diferenciado ao tocar na bola. Suas principal característica é o passe. O jogador é capaz de tirar verdadeiros coelhos da cartola e deixar os companheiros na cara do gol com passes em profundidade e lançamentos precisos. O meia ainda não integra o elenco profissional celeste.

Meia atacante – Caio

Rápido, driblador com bom chute, Caio é o típico jogador que a torcida celeste gosta. Após grande participação na Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano, o jogador passou de desconhecido à esperança celeste. Após marcar quatro gols na principal competição de juniores do país, o jogador, então com 17 anos, três anos abaixo da idade limite da categoria, renovou seu contrato com o clube e passou a ser observado de perto.

Como já dito acima, Caio se destaca pela velocidade e dribles, além do ótimo arremate de média distância. Se tudo der certo, o jogador poderá brilhar muito com a camisa do Cruzeiro.

Joias celestes: um time com os jovens mais promissores do Cruzeiro

Caio se destaca pela velocidade, dribles e, principalmente, pelos arremates de fora da área – Crédito da foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Atacante – Vinícius Popó

Considerado a maior joia da base celeste, o centroavante Vinícius Popó carrega consigo a fama de matador pelo seu desempenho nos times juniores do Cruzeiro. São mais de 100 gols na base celeste e uma média de quase uma bola na rede por partida. Por toda essa expectativa sobre o jogador, a comissão técnica celeste trata a transição do atacante com muita cautela, para que não se queimem etapas e o jovem artilheiro seja “queimado”.

Com apenas 18 anos de idade, o jogador se destaca pelo poder de finalização, posicionamento e inteligência, estando sempre no lugar certo, na hora exata. Esse ano anotou cinco gols na Copa São Paulo de Futebol Júnior e foi o artilheiro do Cruzeiro na competição. Popó tem uma multa milionária, de R$ 330 milhões para o exterior e já despertou o interesse de times de fora do país. Pelo time principal celeste, Vinícius entrou em campo quatro vezes, mas acumula apenas 48 minutos jogados, com uma média de somente 12 por partida.

Para a posição de atacante, o Cruzeiro conta ainda com a ascensão de Welinton, rápido e bom finalizador, que vem agradando o treinador Rogério Ceni. Com 20 anos de idade e um jogo como profissional, o jovem pode, até mesmo pela idade, largar a frente de Popó, num primeiro momento, por minutos no time celeste.

Deixe seu comentário

Tags :

Postado em 16 de agosto de 2019