Juiz de Fora e São Tomás de Aquino registram novas mortes por coronavírus

Mais duas mortes tendo o coronavírus (COVID-19) como causador foram confirmadas no estado de Minas Gerais entre o domingo (12) e esta segunda (13). Os casos, um de um fisioterapeuta de 34 anos e de um idoso de 71 anos, aconteceram em São Tomás de Aquino, no Sul de Minas, e Juiz de Fora, na Zona da Mata, respectivamente.

A pequena cidade de São Tomás de Aquino registrou sua primeira morte por coronavírus e se trata de um fisioterapeuta de apenas 34 anos. O homem estava internado em Franca, no interior de São Paulo, e não resistiu aos sintomas da doença. Pela vítima ser funcionária da rede municipal de saúde, a prefeitura do município declarou luto oficial, com fechamento de todas as áreas de serviço, exceto saúde e executivo nesta segunda-feira (13).

Já em Juiz de Fora, se confirmou a segunda morte pelo COVID-19. Se trata de um idoso de 71 anos que morreu ainda no dia 29 de março, mas o resultado confirmando o coronavírus como causa do óbito só saiu no domingo (12). A outra morte registrada na cidade foi a de um senhor de 70 anos. Ainda há quatro óbitos em investigação no município.

Com a confirmação dos dois óbitos, é provável que os números oficiais de mortes causadas pelo coronavírus suba em Minas Gerais. O último informe epidemiológico, divulgado ontem (12), apontava 20 óbitos tendo o COVID-19 como causa e mais 76 em investigação.

Veja também: Hospital em BH, disponibiliza todos os leitos para pacientes com coronavírus

Comentários