Linha chilena quase tira a vida de motociclista na BR-265

Na tarde da última quinta-feira (11), um acidente quase tirou a vida de um motociclista, de 26 anos, que foi atingido no pescoço por uma linha chilena. O acidente ocorreu na BR-265, próximo a cidade de São João del Rei. A vítima é morador de cidade mencionada e foi atingido quando entrou em um trevo, causando um corte profundo e sangramento intenso. Contudo, o jovem foi levado a tempo para uma unidade de saúde, onde o ferimento foi suturado.

Segundo informações do jornal Barbacena Online e da assessoria do Corpo de Bombeiros, o acidente foi causado porque adolescentes estavam soltando pipa próximo ao local. Após ser acionada, a Polícia Militar foi até o local, mas não encontrou os jovens, que já haviam saído de lá.

O militar que comandou a ocorrência relatou que a vítima “teve muita sorte, porque o corte por pouco não atingiu a veia carótida, o que poderia ter consequências muito mais graves para o condutor da motocicleta”.

Uso e comercialização de cerol com linha chilena

O uso das linhas cortantes é proibido por lei estadual em Minas Gerais desde 2002. Uma lei federal de 1990 também define a venda ou exposição de linhas como o cerol como crime, prevendo multa e detenção de dois a cinco anos.

A partir de 23 de dezembro de 2019, a venda de cerol e/ou linha chilena em Minas Gerais passou a ter punição mais severa após a Lei 23.515 ser sancionada, aumentado a multa para quem vende os materiais cortantes, com reincidentes podendo ser multados em mais de R$ 100 mil.

A comercialização e a venda da linha chilena, que é feita à base de vidro moído, algodão e óxido de alumínio é expressamente proibida em todo o Estado de Minas Gerais.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.