Manifesto OuTro Preto

Outro Preto: Ouro com o “T” no meio. Outro Preto de Ouro Preto (cidade) patrimônio da humanidade. Território reconhecido, historicamente, pela oferta exorbitante de ouro. Oficialmente, a primeira grande mina de ouro da história ocidental.

OuTro Preto é antes do respiro, a gritante necessidade de transgressão da narrativa histórica oficial. Mais enfaticamente, a junção de forças que nos autoriza e legitima, neste instante, a atear fogo, quebrar paradigmaticamente o estatuto do escravo, que sustenta, até́ a atualidade, um discurso de verdade oficial que se guia por uma mentalidade racista.

OuTro Preto é um conceito-grito para dizer ao mundo: estamos descobrindo outras verdades! Descobrindo outra leitura da história que nos dá́ condições de reconstruir a imagem do Povo Preto Africano e, como consequência, do Povo Brasileiro.

O manifesto surge da descoberta de um nó histórico no estado de Minas Gerais: os detentores de todo conhecimento primordial da mineração são africanos. Este conhecimento foi sufocado, inferiorizado e apropriado por um discurso dominante branco, capitalista, racista e machista. Outro Preto nos liberta.

É honra da sociedade brasileira contemporânea reconhecer e divulgar a protuberância da genialidade africana, ressignificar a identidade trazendo à tona a ciência do Povo Preto, que para além de lindo é um povo extremamente inteligente. Outro Preto é agente dessa ressignificação.

Outro Preto desperta durante um processo de pesquisa realizado junto à Mina Du Veloso. Liderado por um engenheiro preto, conhecido como Du do Veloso, que tinha como braço direito, no primeiro instante, o Mestre Duca, mestre de ofícios da construção civil. Construíram um espaço capaz de reunir outras pessoas interessadas no desvelamento de uma narrativa histórica que identifique nossos ancestrais pretos como protagonistas. A Mina Du Veloso, assim, presta um serviço à alma.

Faz-se necessária a democratização destas práticas e a descoberta de outros caminhos, formas de luta que nos permitam enfrentar causas comuns.

O Despertar Coletivo!

Assumimos por nós mesmos, a responsabilidade de mudança e compreendemos que isto só́ é possível, de fato, coletivamente.

Outro Preto é movimento, desvela a história e faz história. É aberto e democrático: Outro Preto te chama pra dança.

Coletivo OuTro Preto

Comentários