Moradores de Cachoeira do Campo reivindicam obra em ponte que dá acesso à rodoviária

Destaques

Colisão entre três motos no Anel Rodoviário deixa duas vítimas em estado grave em Belo Horizonte

Três motocicletas se colidiram na tarde desta quinta-feira (9), por volta das 14h20, no Anel Rodoviário, km 538, bairro...

Ouro Preto tem um óbito por coronavírus em investigação; são 15 casos suspeitos na cidade

A Prefeitura de Ouro Preto informou por meio de um Boletim Informativo, atualizado nesta quinta-feira (9), que há um...

Divinópolis registra duas mortes por coronavírus; uma das vítimas era médica de 46 anos

A cidade de Divinópolis, localizada na região Centro-Oeste de Minas, teve suas duas primeiras mortes por coronavírus (COVID-19) confirmadas....

Secretaria de Saúde confirma 15 mortes por coronavírus em Minas Gerais

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou, na manhã desta quinta-feira (9), mais um Informe...

Comércios estão proibidos de funcionar a partir de hoje (9), em Belo Horizonte

Começa a valer hoje (9) o Decreto 17.328/2020, que proíbe o funcionamento de todas as atividades comerciais de Belo...

Moradores de Cachoeira do Campo, distrito localizado a 21 km da sede Ouro Preto (MG), estão indignados com a falta de providências das autoridades municipais em relação a uma ponte que se encontra próxima a uma barranceira que sofreu alterações após deslizamento de terra. A ponte é um dos principais caminhos usados para chegar na rodoviária.

Muitos estudantes e trabalhadores utilizam a passarela para chegarem mais rápido na rodoviária e então poderem embarcar rumo à cidade histórica.

Em entrevista ao portal Mais Minas, Mirian Aparecida de Souza, moradora do bairro Recanto dos Pássaros, disse que a ponte é muito importante para facilitar o seu percurso: “Eu uso a ponte para atravessar com duas crianças uma de 5 e a outra de 6 anos, pra levar pra escola Bonequinha Preta  (Oratório do Dom Bosco). Mesmo com a ponte caindo ainda acho menos perigoso do que ter que andar uma distância grande às margens da rodovia, o que torna o percurso muito mais longo e perigoso,. O caminho que faço pela ponte levo 10 minutos para chegar até a escola e dando a volta pela rodovia mais de 30 minutos de caminhada“, relata a moradora.

O deslizamento de terra próximo à ponte aconteceu em 24 de janeiro, mesma época em que outra ponte, localizada próximo ao Supermercado Pedrosa, também sofreu um deslizamento. Na ocasião, a ponte chegou a ser interditada, porém logo em seguida o caminho foi liberado para a passagem dos pedestres.

Também em entrevista ao MM, a advogada Juçara Raimundo Fagundes se manifestou com indignação: “Usamos a ponte como acesso a rodovia dos Inconfidentes, via principal de Cachoeira do Campo, que dá acesso a rodoviária, escola Bonequinha Preta, ao transportes para alunos do IFMG. O que mais nos deixa indignada é presenciar as mães levando suas criancinhas à escola Bonequinha Preta, passando correndo com medo da ponte cair. A ponte foi interditada por dois dias, logo após foi liberado da forma apresentada no vídeo. Lamentável“.

A reportagem do Mais Minas tentou contato por telefone com a Secretaria Municipal de Obras, porém não houve atendimento.

Confira as imagens da ponte no vídeo:

RECEBA O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS DIARIAMENTE
Digite seu Nome:

Digite seu E-mail:


- Advertisement -

RECEBA O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS DIARIAMENTE
Digite seu Nome:

Digite seu E-mail: