Moradores de municípios mineiros afetados pelas chuvas já podem sacar o Bolsa Família

Moradores de municípios que foram afetados pelas fortes chuvas que acometeram o estado de Minas Gerais nas últimas semanas e que são beneficiários do Programa Bolsa Família, poderão, a partir desta quarta-feira (12), sacar a parcela referente ao mês de fevereiro. A medida, que antecipa o calendário oficial do programa, é válida apenas para as localidades que tiveram situação de emergência ou calamidade pública reconhecida pelo governo federal.

A antecipação do pagamento também será feita aos beneficiários que perderam seus documentos durante os temporais, isso porque a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) solicitou ao Ministério da Cidadania que as famílias sem documentação ou o cartão do benefício possam sacar o dinheiro apresentando uma Declaração Especial de Pagamento, que deve ser assinada pelo gestor municipal do Bolsa Família.

De acordo com o último Boletim Estadual de Proteção e Defesa Civil, publicado pela Defesa Civil de Minas Gerais nesta quarta-feira (12),  196 municípios mineiros estão listados em situação de emergência decretada pelo estado.

Entre esses municípios, estão a capital Belo Horizonte, Betim, Brumadinho, Governador Valadares, Itabirito, Mariana, Nova Lima, Ouro Preto e outros.  A lista completa com os municípios listados em situação de emergência decretada pelo estado pode ser conferida no site da Defesa Civil, através do Boletim nº 43 de 12 de fevereiro de 2020.

Já a lista contendo os municípios em estado de emergência em decorrência das fortes chuvas no estado e reconhecidos pelo governo federal pode ser conferida no site do Ministério da Cidadania, clicando aqui.

É preciso estar atento, pois apenas os beneficiários do Bolsa Família cadastrados nos municípios em estado de emergência reconhecido pelo governo federal poderão fazer o saque antecipado do programa.

Como é realizado o pagamento do Bolsa Família?

O pagamento do Bolsa Família é realizado de acordo com o Número de Identificação Social (NIS). O calendário de pagamento do programa segue de acordo com a numeração final impressa no cartão do benefício. Dessa forma, os beneficiários que tem o número terminado em 1 podem sacar no primeiro dia; os com final 2 no segundo dia, e assim por diante até os beneficiários com cartão terminado no número 0, que são os últimos a receber o pagamento.

Entretanto, em  situações emergenciais ou de calamidade pública, os beneficiários do Bolsa Família em situação regular podem retirar o dinheiro já no primeiro dia de pagamento, após  autorização prévia do governo federal.

Leia também: Defesa Civil emite alerta para chuvas de até 100 mm em Minas Gerais

Comentários estão fechados.