NotíciasOuro PretoPatrimônio

Museu do Oratório, em Ouro Preto, pode fechar as portas por falta de recursos

O Museu de Sant’Ana, em Tiradentes, na Região Central de Minas Gerais, deve ser fechado em março por causa da falta de patrocínio e recursos para manutenção. E o Museu do Oratório, que fica em Ouro Preto, pode ser fechado ainda esse ano pelo mesmo motivo.

A informação foi divulgada pela presidente do Instituto Flávio Gutierrez, Ângela Gutierrez, que mantém os museus. Segundo ela, desde 2018, tem sido uma tarefa árdua mantê-los. Ela ainda destacou que ainda não há sinais de que conseguirá captar os mínimos recursos para garantir o acesso do público aos acervos. Os espaços são mantidos via leis de incentivo à cultura.

Ângela Gutierrez é Presidente do Instituto Cultural Flávio Gutierrez – Foto: reprodução/Site do Museu do Oratório

Segundo Ângela, o Museu do Oratório possui despesa mensal de R$45 mil, incluindo investimento em material didático, projetos educativos, além do Coral Canto Crescente, que atende cerca de 70 crianças de Ouro Preto. Já o Museu de Sant’Ana exige um aporte de R$60 mil. Sem os patrocínios firmados por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura – a Lei Rouanet -, contudo, Ângela revela que as casas são insustentáveis.

  Secretaria de Educação anuncia nomeações para rede estadual de ensino

Vale lembrar que os acervos dos Museus foram doados ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e possuem entrada gratuita para os habitantes locais, estudantes, professores e visitantes acima de 70 anos. Para os demais, é cobrado ingresso de R$4.

O Museu do Oratório foi inaugurado em outubro de 1998 e fica em um casarão histórico de três andares, no adro da Igreja do Carmo. No acervo, o Museu conta com 162 oratórios e 300 imagens do século XVII ao XX.

* Com informações do Jornal O Tempo

Fechar