O que você procura?


Comissão de Ética da Câmara de Mariana vai analisar ato de exibição de arma de fogo feita por vereador durante reunião

Rodolpho Bohrer 28 de maio de 2020 às 18:28
Tempo de leitura
2 min

Por meio de Ato Normativo, a Câmara Municipal de Mariana instalou a Comissão do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar nessa quarta-feira, dia 27 de maio, após a repercussão do ato do vereador Deyvson Ribeiro, que sacou uma arma de dentro de uma bolsa durante a 16ª reunião ordinária de 2020 que acontecia de forma remota.

O presidente Edson Agostinho de Castro Carneiro (Cidadania) nomeou os vereadores Cristiano Silva Vilas Boas (PT), Gerson Teixeira da Cunha (PSD) e Ronaldo Alves Bento (PSB) para compor a comissão especial do Conselho de Ética do Legislativo. Os parlamentares têm o prazo de 45 dias para apresentar relatório sobre a conduta do vereador Deyvson Ribeiro (DEM) durante a 16ª Reunião Ordinária realizada pela Câmara Municipal na última segunda-feira, dia 25, por videoconferência.

LEIA TAMBÉM:  Vacinação de adolescentes de 14 a 17 anos contra a Covid-19 tem grande procura em Mariana e continuará na próxima semana

O ato normativo entrou em vigor na data de sua publicação e os membros da comissão devem se organizar em presidente, relator e vogal para apreciar o ato com base nos dispositivos legais do Regimento Interno do Legislativo Marianense.

Em vídeo postado nas suas redes sociais, o vereador Dayvson pediu desculpas à população de Mariana e afirmou que pegou a arma “para limpar”.