Precisamos falar sobre Abuso Psicológico

0
  • Você já tomou seu remedinho hoje?”
  • “Você é louca!”
  • “Doente!”
  • “Tá de TPM é?”
  • “Você só fala besteira!”
  • “Ninguém nunca te deu amor nessa vida!”
  • “Ninguém vai te amar como eu, nunca!”
  • “Se você for com essa roupa eu não vou!”

Essas e outras frases são comuns de se ouvir dentro de um relacionamento abusivo, e por isso é preciso primeiro entrar em um contexto muito mais profundo, principalmente no que diz respeito ao abuso psicológico, também conhecido como abuso emocional ou abuso mental. É importante ressaltar que o abuso psicológico pode acontecer de um homem com uma mulher, de uma mulher com um homem, entre dois homens ou duas mulheres. Daqui em diante, com a finalidade de sintetizar melhor o texto, e, também porque esta é situação que eu, como mulher, já passei em um dos meus relacionamentos, vou citar situações de quando acontece um relacionamento abusivo causado por um homem em sua companheira.

O abuso psicológico deixa cicatrizes profundas na vida de uma pessoa. Para explicitar um pouco o assunto, uma ONG dedicada ao combate do abuso sexual, chamada Day One, lançou, em fevereiro desse ano, um vídeo com o nome de Don’t Confuse Love & Abuse (Não confunda amor e abuso) que vem ganhando espaço nas redes sociais. O vídeo está disponível no final do artigo.

Muitas pessoas não sabem como identificar um relacionamento como esse, e até por isso, muitas vezes seguem com casamentos de longas datas de sofrimento sem ter acesso a informação de que não precisa ser assim e que existe saída. Por isso preparei algumas dicas para você identificar o comportamento de uma pessoa abusiva e como ele acontece:

1- Seu companheiro não deixa você conversar com suas amigas e amigos e nem com seus familiares. Ele se irrita por você ter contato com outras pessoas. Na verdade ele quer isolar você do mundo, pois quanto mais sozinho ou sozinha você se sentir, menos coragem você terá de sair dessa relação;

2 – Você começa a esconder informações dos seus amigos e da sua família para que não tenha que explicá-las ou inventar desculpas;

3 – Você sabe que algo está muito errado, mas nunca consegue expressar exatamente o que é, nem para si mesma;

4 – Você duvida de si mesma constantemente;

5- A pessoa te trata como se você fosse inferior, os gostos, hábitos, as decisões dela sempre serão melhores do que as suas, a palavra final será sempre a dela;

6 – Ele pode ser exageradamente ciumento, quer mandar em suas roupas, no seu modo de se expressar, etc. Se você for mulher, determina maquiagem que você usa o incomoda;

7- Ele explode por qualquer coisa e te agride verbalmente ou até mesmo fisicamente e;

8 – a dica principal e mais famosa: ele sempre vai fazer você pensar que está ficando doida.

É importante lembra que o relacionamento abusivo tem vários níveis, e é possível  identificar logo no começo da relação se você está se relacionando com um agressor. Se você sentir que esta vivendo uma situação como essa, não exite em procurar a sua família, desabafar com suas amigas ou até mesmo ligar para o 180 – o disque denúncia.

O número 180 da Central de Atendimento à Mulher é o canal criado para receber denúncias e orientar mulheres vítimas de violência.

Há 03 anos, a youtuber Jout Jout publicou um vídeo em seu canal sobre o tema dando dicas sobre como identificar se você está em um relacionamento abusivo. Confira:

Leia também: