O que você procura?

Ampliação do trabalho presencial na UFOP é adiado

A taxa de ocupação simultânea passaria de 20% para 50% dos servidores da universidade neste sábado.
Rômulo Soares 14 de janeiro de 2022 às 15:16
Tempo de leitura
2 min
Foto: Divulgação / UFOP
Foto: Divulgação / UFOP

O Conselho Universitário (Cuni) da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) publicou na quinta-feira, 13 de janeiro, uma provisão que altera o início da Fase II da ampliação do trabalho presencial da UFOP de 15 de janeiro para 7 de fevereiro. A decisão segue a recomendação do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus e do Comitê Gestor do Plano de Contingência para a Covid-19 da univerdidade.

De acordo com o Plano de Contingência da UFOP, a partir de sábado, 15 de janeiro, a taxa de ocupação simultânea passaria de 20% para 50% dos servidores da universidade.


“As ações necessárias à ampliação das atividades presenciais, tais como adequação de infraestrutura, compra de materiais e planejamento da retomada, são consideradas essenciais e deverão ser mantidas”, informou a UFOP, através de comunicado.

De acordo com o Boletim Epidemiológico mais recente, Ouro Preto registrou 76 novos casos de Covid-19 em 24h, totalizando em 7.427. São 133 óbitos pela doença na cidade, 6.626 recuperados, 15 pacientes internados (sendo 4 ouro-pretanos) e a taxa de ocupação de leitos é de 100%.

Para se ter ideia do avanço da Covid-19 em Ouro Preto. Apenas na primeira metade de janeiro deste ano, foram confirmados 758 casos do novo coronavírus. A taxa de ocupação de leitos era de 40% em dezembro do ano passado.

No entanto, até o momento, a UFOP mantém a decisão de ter 100% de suas atividades presenciais a partir de março. Já o Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG) Campus Ouro Preto suspendeu o retorno presencial que estavam previstas para começar no dia 18 de janeiro.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.