O que você procura?


Bairros de Ouro Preto estão sob alerta de queimadas

Um incêndio florestal perdura desde a manhã desta quarta-feira, 15 de setembro, próximo a alguns bairros do município de Ouro Preto, levando preocupação a autoridades locais.

Redação Mais Minas 15 de setembro de 2021 às 20:47
Tempo de leitura
3 min
Imagem ilustrativa - Foto: Corpo de Bombeiros/Reprodução
Imagem ilustrativa - Foto: Corpo de Bombeiros/Reprodução

Um incêndio florestal perdura desde a manhã desta quarta-feira, 15 de setembro, próximo a alguns bairros do município de Ouro Preto, levando preocupação a autoridades locais. De acordo com a Defesa Civil Municipal e o Corpo de Bombeiros Militar, há uma equipe no local combatendo o incêndio, contudo, o fogo pode continuar se alastrando durante à noite e se aproximar de residências do bairro Morro São Sebastião.

Do centro histórico é possível observar a fumaça da queimada que o ocorre no Morro São Sebastião – Foto: Paulão Brandão via grupo Plantão da Cidade – Ouro Preto

O alerta dos órgãos é para que os moradores do Morro São Sebastião e entorno fiquem atentos e sigam às seguintes recomendações:

  • Se houver algum material combustível, ou inflamável, como mato seco, papelão, madeiras, pedimos que removam esses materiais;
  • Umidifiquem a área próxima à sua residência.
LEIA TAMBÉM:  Ouro Preto vacina adolescentes de 15 anos com a primeira dose contra a Covid nesta quarta

Para qualquer indício de fogo ou necessidade de remoção, deve-se entrar em em contato com Corpo de Bombeiros pelo número 193 ou com a Defesa Civil pelo 199 ou 3559-3121.

Tempo seco e imprudência são riscos para aumento da incidência de queimadas

De acordo com dados do Climatempo, a umidade relativa do ar em Ouro Preto chegou, nesta quarta-feira, à mínima de 17% e máxima de 48%. Nesse tempo seco, somado ao calor, há um risco natural do aumento no número de queimadas. Quando a ação do homem entra em cena, a situação fica mais complicada ainda. A pena prevista para quem provocar incêndio em mata ou floresta é de reclusão de 2 a 4 anos, além de multa. Contudo, na prática o que se observa é uma dificuldade enorme do poder público achar os culpados que dão início a esse crime ambiental. Por isso é importante que a população esteja consciente das consequências que uma queimada pode levar para toda a sociedade.

LEIA TAMBÉM:  Calor extremo: Ouro Preto pode chegar a 36ºC nesta terça-feira (21)

Colocar fogo no mato, além de ser crime ambiental, pode levar prejuízo para as pessoas porque ele pode atingir residências, principalmente de quem mora em áreas isoladas. A orientação da Defesa Civil Estadual é evitar a limpeza de terreno nesta época de seca com a utilização do fogo, pois ele se propaga de forma descontrolada, por meio até de uma simples fagulha, causando grandes perdas.

Além do prejuízo material, incêndios em matas são um risco maior para pessoas que sofrem com doenças respiratórias. A fumaça de queimadas florestais também pode provocar dor e ardência na garganta, tosse seca, cansaço, falta de ar, dificuldade para respirar, dor de cabeça, rouquidão e lacrimejamento e vermelhidão nos olhos. Segundo o instituto Pró-Saúde, esses sintomas podem variar de pessoa para pessoa e dependente ainda da quantidade e do tempo de exposição à fumaça.

LEIA TAMBÉM:  GSA Alimentos vence licitação e deve gerar 300 empregos em Cachoeira do Campo

Última atualização em 15 de setembro de 2021 às 21:11