O que você procura?

Liga dos Blocos vende ingressos para o carnaval sem consultar Secretaria de Turismo de Ouro Preto

De acordo com o secretário de Turismo e Comércio de Ouro Preto, Rodrigo Câmara, a Liga dos Blocos e nenhum produtor de eventos consultou a secretaria para a realização das festas de carnaval. Ele também considerou a venda de ingressos como uma irresponsabilidade por partes dos organizadores.

Rômulo Soares 20 de setembro de 2021 às 17:34
Tempo de leitura
4 min
Foto: Facebook/Bloco Chapado
Foto: Facebook/Bloco Chapado

A Liga dos Blocos, que organiza os principais eventos de carnaval de Ouro Preto, “Cabrobró”, “Bloco do Caixão”, “Bloco Chapado” e “Bloco da Praia”, confirmou a realização das festas carnavalescas no ano que vem e já estão vendendo ingressos.

O primeiro lote do Bloco da Praia, por exemplo, se esgotou com poucos minutos de venda de ingressos. As datas confirmadas para a realização das festas é do dia 26 de fevereiro a 1º de março. O anúncio da Liga dos Blocos consta que os eventos atenderão “irrestritamente” aos protocolos vigentes na data das festas.

De acordo com o secretário de Turismo e Comércio de Ouro Preto, Rodrigo Câmara, a Liga dos Blocos e nenhum produtor de eventos consultou a secretaria para a realização das festas de carnaval. Ele também considerou a venda de ingressos como uma irresponsabilidade por partes dos organizadores.

“Não fomos consultados por nenhum produtor, nem pela liga. Digo em nome da Secretaria de Turismo. Se procuraram outra…. Desconheço. Mas acredito ser loucura vender ingressos de um evento que pode vir a não se realizar. Ouro Preto faz parte do Programa Minas Consciente e tudo dependerá da época. O ideal é planejar, para que na proximidade da data, caso ocorra o evento, o planejamento esteja pronto. Daí à vender ingressos… acho precipitado demais”, disse o secretário.

LEIA TAMBÉM:  Passagem de ônibus deve ficar mais cara em Ouro Preto

Tradicionalmente, os quatro principais blocos universitários de carnaval de Ouro Preto reúnem milhares de pessoas. Porém, a Cidade Patrimônio ainda se encontra na Onda Verde do programa Minas Consciente e, conforme consta no Decreto Municipal n° 6.194, há restrições para eventos. Rodrigo Câmara citou “irresponsabilidade” da Liga dos Blocos quando foi falado sobre venda de ingressos justamente por conta da dúvida sobre limite de capacitação dos eventos carnavalescos.

O Decreto diz que os eventos ao ar livre não tem limite de capacidade de pessoas, enquanto em ambiente fechado deve-se ter 50% da capacidade. Todos os eventos terão duração máxima de 12 horas.

Quanto às medidas de segurança para a realização dos eventos, o Decreto diz:

  • Controle de fluxo de entrada, com organização de filas e o distanciamento de 1,5 metros;
  • Espaçamento entre as mesas (distanciamento social), onde os organizadores deverão dispor as mesas  por família (pessoas em convivência habitual) e com distanciamento de 1,5m (um metro e cinquenta centímetros) entre cada mesa;
  • Aferição de temperatura, com termômetro infravermelho (máximo de 37,5º para entrada);
  • Uso obrigatório de máscara de proteção facial;
  • Limitação de vagas em estacionamento a proporção da capacidade estabelecida, com distanciamento  entre os carros;
  • Exibição de campanhas publicitárias nas redes sociais do evento, antes e durante o mesmo, abordando as prevenções contra o COVID-19, deixando claro que não é aconselhável a presença de pessoas de grupo de risco, assim como a proibição de pessoas com sintomas gripais em eventos;
  • Utilização de álcool em gel na entrada, e em toda a área do evento em locais estratégicos;
  • Limpeza constante de banheiros e áreas de grande circulação, disponibilização de papel toalha descartável, lixeiras com acionamento de pedal ou sem tampa;
  • Toda a equipe de trabalho do evento ou espaço para eventos, incluindo empresas terceirizadas que estão dentro do local, deverão cumprir com as normativas, e não retirar em hipótese alguma os EPI´s;
  • Proteção de todas as máquinas de pagamento com plástico transparente, devendo o material de proteção ser substituído periodicamente durante o evento.
LEIA TAMBÉM:  Vereador requer quebra de sigilo bancário e telefônico das testemunhas ouvidas na CPI da Saneouro

A Liga dos Blocos disse que está esperando “alguns momentos” para dar entrevistas e declarações.

Veto da UFOP

Tradicionalmente, a Universidade Federal de Ouro Preto cede seus espaços para a realização dos eventos de carnaval da Liga dos Blocos, porém, em reunião com o Conselho Universitário da Universidade Federal de Ouro Preto (CUNE), no dia 29 de julho de 2021, a UFOP decidiu em não autorizar a realização de festas de carnaval nos espaços da UFOP em 2022, considerando o atual cenário de pandemia do novo coronavírus.

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde, 97,6% do público adulto de Ouro Preto está parcialmente imunizado contra a Covid-19 e 47% da população ouro-pretana foi completamente imunizada contra a doença.

Inscreva-se no nosso boletim informativo

Inscreva-se para receber as principais notícias veiculadas no nosso site em sua caixa de entrada, uma vez por dia.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.