13.5 C
Belo Horizonte
terça-feira, 28 junho 2022

Agnes Nunes se apresenta em Ouro Preto pelo Marte Festival, em julho

A revelação da internet Agnes Nunes vai...

17ª edição da CineOP movimenta economia de Ouro Preto e gerou 1.500 empregos

Evento beneficiou mais de 20 mil pessoas na programação presencial
Portal Mais MinasOuro PretoManifestantes ateiam fogo em pneus e fecham BR-356, em Ouro Preto

Manifestantes ateiam fogo em pneus e fecham BR-356, em Ouro Preto

Manifestantes ocuparam a BR-356, no trevo que dá acesso à localidade de Coelhos, subdistrito de Ouro Preto, na manhã de quarta-feira, 2 de março. A manifestação iniciou por volta de 5h e conta com cerca de 40 pessoas. A motivação é por conta de uma morte ocorrida na estrada. A população cobra que seja colocado um radar para que haja controle de velocidade na rodovia.

Na manifestação, pneus foram queimados e faixas estendidas com frases, como “Não queremos mais mortes, respeite a velocidade. Esse é o nosso grito. Radar Já!”

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros estiveram no local. O fogo foi apagado e a pista foi liberada parcialmente. A manifestação, no entanto, não tem hora para acabar.

Veja imagens da manifestação:

Veja vídeos da manifestação:

Gilson da Silva Moreira, morador de Coelhos e que está na manifestação, contou ao Mais Minas que se trata de um protesto pacífico que pede medidas de redução de velocidade na estrada após uma pessoa ter sido atropelada na terça-feira, 1º de março, na entrada do subdistrito.

“O protesto é por conta de mais uma pessoa que foi embora ontem. Uma pessoa foi atravessar e foi atropelada por um carro em alta velocidade. Isso aqui é frequente, porque o pessoal fica atravessando e depois que tirou quebra-molas e o radar, virou consequência. Antes, quando tinha o radar, era menos, porque o pessoal passava devagar. Hoje, passam com 100 km/h ou 140 km/h, mas muitas pessoas atravessam por dia”, contou o manifestante ao MM.

Em um áudio encaminhado à imprensa, o prefeito de Ouro Preto, Angelo Oswaldo, lamentou a morte do ouro-pretano na terça-feira e explicou que a colocação dos radares na localidade foi uma ação de seu governo em uma gestão anterior, mas por decisão do Governo Federal, foi retirado.

“Havia radares ali que foram uma conquista da população, alcançada no meu último governo. No entanto, por decisão do Governo Federal, os radares foram suprimidos em rodovias federais, como é caso da BR-356, e mais um acidente fatal foi registrado ali, o que levou à população a um protesto desesperado de atear fogo em pneus, interrompendo o trânsito da rodovia. Apesar de ser uma medida radical e antiecológica, com graves prejuízos ambientais, nós compreendemos a aflição e a revolta da população de Coelhos”, disse Angelo Oswaldo.

Segundo o prefeito de Ouro Preto, o senador Alexandre da Silveira (CIdadania) e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), receberam solicitações do Município pedindo a volta dos radares. Angelo Oswaldo contou que foi levado até o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para realizar esse pleito.

“Os vereadores têm reiteradamente feito esse pedido na Câmara Municipal para a volta dos radares, no entanto, nós sofremos esse impacto de perdas e vidas de ouro-pretanos por conta da falta dos radares e alta velocidade na rodovia federal. É fundamental que estejamos todos unidos e que possamos insistir sempre na necessidade da volta dos radares e na quebra dessa incompreensível proibição perpetrada pelo Governo Federal”, finalizou o prefeito de Ouro Preto.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: