O que você procura?


Manifestantes pró e contra Bolsonaro vão às ruas de Ouro Preto

Em Ouro Preto manifestantes pró e contra Jair Bolsonaro se encontraram no centro da cidade na manhã desta terça-feira, porém não houve nenhum conflito direto entre os protestantes.

Rômulo Soares 7 de setembro de 2021 às 19:00
Tempo de leitura
4 min
Fotos: SINASEFE IFMG / Reprodução Instagram
Fotos: SINASEFE IFMG / Reprodução Instagram

O feriado desta terça-feira, 7 de setembro, que comemora o Dia da Independência do Brasil, está marcado por manifestações políticas que acontecem em todo o país, com apoiadores e opositores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Em Ouro Preto não foi diferente e, apesar dos manifestantes terem se encontrado em um determinado momento nesta manhã, não houve nenhum conflito direto entre os protestantes.

Os representantes do Sindicato Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE IFMG) estiveram na Praça Tiradentes, no centro de Ouro Preto, em um ato popular contra Jair Bolsonaro. A manifestação também contou com a participação de movimentos sociais, sindicatos, organizações estudantis e o coletivo “Fora Saneouro”. Foram distribuídos panfletos no centro histórico da cidade e proferidos gritos contra a Reforma Administrativa (PEC 32), Saneouro e outras privatizações, inflação e pedindo um auxílio emergencial melhor, vacina contra a Covid-19 e emprego.

Por outro lado, dezenas de manifestantes pró-Bolsonaro também foram às ruas São José e Pilar, no centro da cidade, e Diego de Vasconcelos, na Barra. Eles carregavam balões e bandeiras do Brasil, além de vestirem, em grande maioria, camisas de cor verde e amarela. Em um determinado momento, uma carreata de pessoas a favor do Governo Federal passou pela cidade, inclusive, encontrando com os protestantes da oposição, porém não houve conflito.

Veja os vídeos dos manifestantes a favor de Jair Bolsonaro:

Ambas as manifestações começaram pela manhã desta terça-feira. A carreata pró-Bolsonaro, inclusive, passou pela rua Cláudio Manoel, também no centro da cidade, onde o prefeito de Ouro Preto, Angelo Oswaldo (PV), e a vice-prefeita, Regina Braga (PV), participavam de uma solenidade ao Dia da Independência do Brasil, junto das diversas fanfarras municipais, Polícia Militar (PMMG), Defesa e Guarda Civil.

Durante a solenidade, Angelo Oswaldo fez um discurso pregando a igualdade e liberdade no país, além de falar em defesa da Democracia.

“Estamos reunidos aqui para dizer que Ouro Preto estará sempre do lado da liberdade e da Democracia, da República, do bem-estar social e da luta pela igualdade. Reverenciamos a Democracia brasileira, prestando ao Brasil o nosso preito consciente de engajamento em todas as lutas necessárias para a manutenção da liberdade no nosso país, para a manutenção da nossa República, da Democracia, da justiça e das instituições mantidas pela Constituição Federal de 5 de outubro de 1988”, disse o prefeito.

Mariana

Manifestantes pró e contra Bolsonaro vão às ruas de Ouro Preto
Foto: Fora Bolsonaro Mariana

Em Mariana, houve uma manifestação pedindo a saída de Bolsonaro da presidência da República, que foi organizada por movimentos sociais, partidos políticos, movimento estudantil e sindicatos. Eles se concentraram no Centro de Convenções às 9h e a partir de 10h40 saíram em passeata pelo centro da cidade.

Além de pedirem a saída do presidente, os manifestantes, em Mariana, pediram mais oportunidades de emprego, agilidade na imunização e uma intervenção no aumento da fome e da miséria no país. Outras reivindicações eram em oposição ao fechamento do STF e intervenção militar (anseios de alguns apoiadores de Bolsonaro).

Congonhas

Fora Bolsonaro Mariana/MG
Foto: Frente Brasil Popular MG

Reunidos na basílica Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas, manifestantes de partidos de esquerda e movimentos populares também fizeram um ato contra Bolsonaro, com uma caminhada até o centro da cidade.

São João Del Rei

Em São João Del Rei, manifestantes fizeram o “Julgamento do Falso Messias”, com as imagens de Bolsonaro e seus ministros, além dos dizeres: “Genocida” e “Cúmplice de Genocida”. A intervenção aconteceu no Teatro Municipal da cidade.

Vídeo: FBP MG