Moradores se mobillizam contra onda de assaltos e violência em distrito de Ouro Preto

0

Na noite da última segunda-feira (15), moradores do distrito de Santo Antônio do Leite, em Ouro Preto, começaram a se mobilizar contra a violência que vem sendo recorrente na localidade. Em uma reunião promovida pelos próprios moradores, estiveram presentes a Polícia Militar de Minas Gerais, representada pelo Tenente José Carlos Lopes e outros policiais, e cerca de 150 moradores.

Moradores se mobillizam contra onda de assaltos e violência em distrito de Ouro Preto
Policias Militares comparecem na reunião para discutir com os moradores sobre a onda de assaltos ocorridos nos últimos dias (Foto: Elizete Gomes)

Na reunião, população e polícia discutiram propostas para o combate a novos casos de furtos e roubos, tráfico de drogas, perturbação ao sossego e outros, promovendo, sobretudo, a implantação da rede de vizinhos protegidos, que é um conjunto de ações entre os moradores cidadãos em parceria com a Polícia Militar no sentido de informar, integrar e coordenar grupos de vizinhos de modo a protegerem-se em conjunto e a ocuparem os espaços ociosos das ruas em frente as casas.
Policias Militares comparecem na reunião para discutir com os moradores sobre a onda de assaltos ocorridos nos últimos dias (Foto: Elizete Gomes)
Tenente José Lopes representa a Polícia Militar e fala sobre o programa Rede de Vizinhos (Foto: Elizete Gomes)

Em 2018, vários casos de assaltos já foram registrados pelos moradores. No começo do ano, o salão comunitário do Catete, sede do Clube de Mães (Associação Comunitária do bairro), foi arrombado e parte dos objetos foram levados pelos assaltantes. Nessa oportunidade, um bar próximo a esse salão também foi arrombado e mercadorias foram levadas. Na mesma madrugada, houve relatos de que um morador foi agredido e teve sua casa arrombada pelos assaltantes.
Alguns dias depois foi a vez da padaria no Centro do Distrito, ao lado da Igreja Matriz, ser arrombada e uma moto ser levada. Mais tarde, nesse mesmo dia, outro morador teve a casa invadida; nesta ocasião os assaltantes levaram eletrodomésticos e usaram martelo e facão para intimidá-lo.
Na semana passada, o salão sede do Clube de Mães no Catete foi novamente invadido, e desta vez foram levadas uma televisão e cestas básicas que a associação havia arrecadado no final do ano para às famílias mais necessitadas.
Leia Também: