19.4 C
Belo Horizonte
terça-feira, 6 dezembro 2022

Renova Excursão

Povo na luta: centenas de pessoas clamam por “Fora Saneouro” em Ouro Preto

Um ato organizado pela Força Associativa dos Moradores de Ouro Preto (FAMOP) reuniu mais de 300 pessoas (estimado pela FAMOP) que protestaram conta a presença da Saneouro em Ouro Preto. Trazida para a cidade no governo de Júlio Pimenta, a empresa assumiu o serviço de abastecimento de água e esgotamento sanitário em janeiro de 2020, e, desde então, vem causando uma enorme insatisfação da população ouro-pretana.

Neste início do mês de outubro, a empresa iniciou a cobrança de água e esgotamento pelo consumo real, o que ascendeu, mais uma vez, a revolta da população, que, desde o início, reclama da tarifa praticada pela empresa.

Na manifestação desta segunda, os moradores primeiro se reuniram na sede do sindicato Assufop, e depois caminharam até o prédio da prefeitura pedindo pela “remunicipalização” do serviço, que antes era de responsabilidade do SEMAE, e que foi prometida pelo atual prefeito, Angelo Oswaldo (PV), durante a campanha eleitoral da qual saiu vencedor.

“Exigimos que o Prefeito suspenda a cobrança das tarifas imediatamente. O povo não vai aguentar pagar esse absurdo que está sendo cobrado”, diz Guido de Mattos, advogado da Assufop e ativista de causas sociais na cidade.

Confira fotos do ato “Fora Saneouro” de hoje:

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar a posição do portal Mais Minas sobre o assunto.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: