17.5 C
Belo Horizonte
terça-feira, 28 junho 2022

Agnes Nunes se apresenta em Ouro Preto pelo Marte Festival, em julho

A revelação da internet Agnes Nunes vai...

17ª edição da CineOP movimenta economia de Ouro Preto e gerou 1.500 empregos

Evento beneficiou mais de 20 mil pessoas na programação presencial
Portal Mais MinasOuro PretoTerceiro imóvel atingido pelo deslizamento do Morro da Forca desaba durante obras, em Ouro Preto

Terceiro imóvel atingido pelo deslizamento do Morro da Forca desaba durante obras, em Ouro Preto

O terceiro imóvel parcialmente atingido pelo deslizamento de terra do Morro da Forca, em Ouro Preto, teve o restante de sua estrutura completamente comprometida na manhã de quinta-feira, 10 de março, durante o processo de retirada das terras que tomaram as ruas ao lado da Praça da Estação.

De acordo com representantes da Secretaria de Obras de Ouro Preto, a área onde houve o terceiro desabamento estava interditada e só tinha permissão para a entrada de trabalhadores da empresa responsável pela obra, Destroy Desmonte Técnicos do Brasil.

Ainda segundo a pasta, o imóvel já se encontrava bastante colapsado após o deslizamento de terra do Morro da Forca e o restante da estrutura cedeu sozinha no início da manhã de quinta-feira. Ninguém ficou ferido.

O terceiro imóvel era um supermercado tradicional da cidade, da década de 1980, conhecido como Varejão da Estação. Lá estava interditado, assim como o Solar Baeta Neves, desde 2012. 

Balanço

As obras iniciaram no dia 28 de fevereiro e a previsão de conclusão será em 45 dias trabalhados, podendo ter prazo prorrogado em caso de chuvas. Após 10 dias, a Prefeitura de Ouro Preto considera o balanço como positivo.

Os trabalhos na área com terra iniciaram com a descida do talude por meio de rapel, batendo com o martelete rompedor averiguando a presença de pedras soltas que ainda não haviam deslizado no dia da tragédia. O Morro da Forca possui 80 metros de altura e, até o momento, de acordo com a administração municipal, as ações conseguiram abaixar cerca de 50 metros do montante deslizado.

Paralelo à descida desse material, ocorre o transporte da terra para a Avenida Lima Júnior, popularmente conhecida como “Curva do Vento”, onde haverá o aterramento de parte da via que desabou em decorrência das fortes chuvas do começo do ano.

Na Avenida Lima Júnior já foi realizada a abertura de um acesso que vai até a base do terreno, onde será realizado um enrocamento de pedras para que o rio que passa abaixo do nível da via não apresente problemas futuros no aterro.

Veja o vídeo das obras divulgado pela Prefeitura de Ouro Preto:

De acordo com a Prefeitura de Ouro Preto, as próximas ações que serão feitas são o retalutamento e a compactação de baixo para cima, até que se chegue ao nível da pista.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: