O que você procura?


Vereador Júlio Gori ameaça pedir impeachment de Angelo Oswaldo se prefeito não cumprir promessa de tirar a Saneouro de Ouro Preto

Durante a 15ª reunião da CPI da Saneouro, o vereador lembrou da promessa de campanha do atual prefeito de que ele tiraria a empresa Saneouro da cidade.

Rodolpho Bohrer 17 de setembro de 2021 às 02:28
Tempo de leitura
4 min
Vereador Júlio Gori - Imagem: Captura de tela da transmissão da CPI via Youtube
Vereador Júlio Gori - Imagem: Captura de tela da transmissão da CPI via Youtube

Na 15ª reunião da CPI da Saneouro, realizada nesta quinta-feira (16/9), o ex-prefeito Júlio Pimenta esteve na Câmara de Ouro Preto como testemunha e foi interrogado pelos membros da comissão, que é formada por Matheus Pacheco (PV) e Naércio Ferreira (Republicanos), presidente e vice, Renato Zoroastro (MDB), que é o relator, além dos vereadores Kuruzu (PT), Sandrinho (Republicanos) e Júlio Gori (PSC).

Durante a oitiva, Júlio Pimenta se manifestou, e muitas vezes também se calou, diante de diversas perguntas realizadas pelos membros da comissão. Contudo, entre vários questionamentos, uma fala do vereador Júlio Gori chamou atenção. O vereador lembrou da promessa de campanha do atual prefeito Angelo Oswaldo de que ele tiraria a empresa Saneouro da concessão do serviço de água e esgoto de Ouro Preto.

“Essa concessão está prestes a ser quebrada. O senhor Angelo Oswaldo prometeu… Doutor [se dirigindo ao prefeito Angelo Oswaldo], não sou seu inimigo, estou trabalhando aqui em prol da população. Nós vamos entregar esse relatório em breve. Esses questionamentos todos aqui darão uma nova diretriz para Ouro Preto. Se o senhor não fizer isso, eu vou ser o primeiro a pedir o seu impeachment, já fique avisado, não é perseguição não senhor Angelo. Se o senhor não cumprir o que o senhor prometeu para a população, porque nós já temos evidências e materialidade mais do que suficiente pra romper e acabar com esse contrato. Se o senhor não fizer isso, com todo o respeito que eu tenho à vossa excelência, um prefeito que tem história, currículo, infelizmente, eu com a população que quer ‘Fora Saneouro’, nós vamos pedir o seu impeachment”, afirmou Gori.

Assista o momento da fala do vereador:

LEIA TAMBÉM:  Como o relatório da CPI pode tirar a Saneouro de Ouro Preto?

O assunto envolvendo a Saneouro e o atual prefeito de Ouro Preto teve início após o presidente da Câmara, Luiz Gonzaga do Morro, fazer um depoimento falando sobre a promessa de Angelo durante a campanha. “O prefeito que nós apoiamos – eu digo que apoiei então eu posso cobrar, porque quando você vota no cara você pode cobrar dele – doutor Angelo Oswaldo, fez uma promessa nos morros e nas minhas periferias, onde eu estava, que tiraria essa Saneouro. Um fez sua parte [se referindo a Júlio Pimenta]; o outro [Angelo Oswaldo] ganhou a eleição falando que ia tirar. Mas pra tirar, gente, tem que ter instrumentos, tem que ter documentos. E esse papel é que está se fazendo na CPI. Por isso eu não fiz discurso a favor ou contra”, disse Luiz Gonzaga do Morro.

LEIA TAMBÉM:  Turistas são responsáveis por mais de 70% das multas de trânsito em Ouro Preto

Em outra fala, o presidente da Câmara concluiu seu posicionamento. “Se Angelo pensa que tem um otário aqui, não tem otário aqui também não. Se ele falou que vai tirar, ele vai tirar. porque se não, minha filha, aqui o ‘pau quebra’. Se ele é político lá em baixo, nós somos políticos cá em cima. Se ele não pode cumprir o que trata, então não trata”.

Promessa do prefeito Angelo Oswaldo

Durante a campanha eleitoral de 2020, não foram rara às vezes em que o prefeito eleito Angelo Oswaldo manifestou sua indignação com a concessão do serviço de água e esgoto sanitário para a Saneouro em detrimento do fechamento do Serviço Municipal de Água e Esgoto (SEMAE).

LEIA TAMBÉM:  Mariana e Ouro Preto podem ter chuvas em todos os dias na última semana de outubro

Ao Mais Minas, participando da série de entrevistas com os candidatos à prefeitura de Ouro Preto promovida pelo portal durante o pleito de 2020, o então candidato Angelo Oswaldo e sua vice Regina Braga responderam se eles, caso eleitos, tinham a intenção de reverter o polêmico processo de concessão dos serviços sob a responsabilidade da Saneouro. Veja parte da entrevista e a resposta do candidato:

Já no dia 15 de novembro, após o anúncio da sua vitória nas Eleições de 2020, Angelo usou o termo extinguir ao dizer, em uma rápida coletiva de imprensa, que tiraria a Saneouro e voltaria com o SEMAE.

Última atualização em 17 de setembro de 2021 às 06:34