O que você procura?


Você sabia? Lavras Novas tem a tirolesa mais alta do Brasil

Inaugurada em 2020, a tirolesa vem atraindo cada vez mais amantes de esportes radicais e pessoas que curtem a experiência de estar mais próximo da natureza.

Rômulo Soares 13 de outubro de 2021 às 15:52
Tempo de leitura
3 min
Foto: Agência Céu Turismo
Foto: Agência Céu Turismo

Um dos pontos turísticos mais procurados de Minas Gerais, Lavras Novas, distrito de Ouro Preto, possui diversas atrações para os turistas, desde bares e restaurantes a belezas naturais das cachoeiras. Além disso, a 1.500 metros de altitude, acima do nível do mar, na Serrinha de Lavras Novas, está a mais alta tirolesa do Brasil.

Inaugurada em 2020, a tirolesa vem atraindo cada vez mais amantes de esportes radicais e pessoas que curtem a experiência de estar mais próximo da natureza. A rapidez da descida surpreende, sendo necessário, além de todos os equipamentos de segurança (mosquetões, roldanas, capacete e cadeirinha), um paraquedas para diminuir a velocidade.

A tirolesa é administrada pela Agência Céu Turismo, suporta até 120 kg e custa R$ 60 para usá-la. Menores de 18 anos tem que ter a permissão dos pais ou responsável para ter a experiência. Já gestantes, pessoas cardíacas e com problemas relacionados à altura e velocidade, não devem se aventurar no passeio.

LEIA TAMBÉM:  Liga dos Blocos vende ingressos para o carnaval sem consultar Secretaria de Turismo de Ouro Preto

Para chegar ao local é necessária uma curta caminhada de 450 metros, cerca de cinco minutos até o topo da Serrinha, onde fica o ponto de salto. A descida dura no máximo 50 segundos e percorre 400 metros de extensão, a uma velocidade que chega a 50 km. Lá do alto é possível ter uma visão privilegiada de todo o distrito de Lavras Novas e uma das mais belas vistas de toda a região.

Lavras Novas

Um lugar tranquilo, com calçadas de pedras e uma arquitetura colonial, Lavras Novas fica há 117 km de Belo Horizonte e 17 km de Ouro Preto. Cerca de 1.500 pessoas moram lá, mas, em finais de semana e feriados, dezenas de turistas visitam o distrito para deslumbrar das belezas locais.

LEIA TAMBÉM:  Passagem de ônibus deve ficar mais cara em Ouro Preto

A história da vila começa a partir do início do século XVIII, quando a família Cubas de Mendonça descobre lavras novas de ouro na região. A partir do século XIX, o vilarejo começou a crescer, com a chegada de novas famílias, dando forma arquitetônica e cultural ao local.

No século XX, o artesanato se torna uma das principais vocações dos moradores da vila. Os artesãos, na época, produziam e vendiam cestas e balaios de taquara, uma espécie de gramínea com caule oco, típico da região.

Na década de 1970, o distrito passou a ter energia elétrica, melhorando as condições de vida dos moradores e a administração municipal de Ouro Preto começou a investir na infraestrutura da vila, valorizando mais as riquezas naturais da região.

LEIA TAMBÉM:  Moradores reclamam do estado da caixa d'água do bairro Piedade, em Ouro Preto

A partir da década de 1990 a charmosa vila foi “descoberta” pelos turistas de Minas e de todo o Brasil. Hoje, Lavras Novas é um dos destinos mineiros mais procurados por turistas que buscam aventuras, esportes radicais, cachoeiras, trilhas, passeios e descanso.