ExclusivaMúsica

O gosto musical do brasileiro segundo dados do YouTube

Sabe-se que o brasileiro tem gêneros e gostos próprios bem definidos quando se trata de música. Um infográfico publicado pelo Google Brasil mostra que os brasileiros vêm mudando a forma como consomem música, mostrando que a busca por músicas de grandes astros já consagrados estão sendo superadas por outros artistas no YouTube.

Um estudo feito pelo Google mostra o perfil de consumo musical de vídeos e buscas na plataforma durante o ano de 2018. Segundo o Google, mensalmente, 55 milhões de pessoas apaixonadas por música assistem aos vídeos da plataforma, que tem capacidade para impactar mais de 112 milhões. E 92% dos usuários assistem a vídeos musicais, a maioria em smartphones. Além disso, mais da metade das pessoas conhece novas canções pela plataforma e vê pelo menos um vídeo de música todos os dias. Por outro lado, menos de 10% dos frequentadores do YouTube dizem que não se interessam por vídeos de música.

Panorama musical brasileiro

De acordo com o Google, as pessoas geralmente chegam aos vídeos procurando o artista pelo nome. Buscas pelo nome da música ou do estilo musical vêm bem depois. Deste modo, 70,5% dos usuários buscam vídeos de música pelo nome do cantor, 14,3 % buscam através do nome da musica e 12% buscam pelo estilo.

O infográfico divulgado pelo Google mostra os estilos musicais mais buscados no ano passado pelos brasileiros. Liderando o ranking, 28,4% dos usuários do YouTube buscaram por vídeos musicais de funk. Em segundo lugar, vem as buscas por sertanejo, com 18,6% das pesquisas e em terceiro, 10,5% das pessoas buscaram por clipes de rap e hip-hop, o que evidencia que a busca por esses gêneros vêm crescendo exponencialmente no Brasil, assim como a produção audiovisual dos cantores de rap. Em ordem crescente, pop brasileiro, pop internacional, gospel, generalista e eletrônica são os demais gêneros mais buscados na plataforma.

De acordo com o Spotify, em 2018, os três artistas brasileiros mais escutados na plataforma foram Zé Neto & Cristiano, Jorge & Mateus e Anitta. Já as músicas mais ouvidas foram: Jorge & Mateus – Propaganda, Anitta, Mc Zaac, Maejor, Tropkillaz, DJ Yuri Martins – Vai malandra e Matheus & Kauan e Anitta – Ao Vivo E A Cores.

Funk e sertanejo

Indo mais a fundo no panorama musical brasileiro, para contextualizar, os termos mais buscados no YouTube em 2018 foram: “música”, “funk”, ‘Marília Mendonça”, “mc”, “Anitta”, “Zé Neto e Cristiano” e por aí vai. Como é possível notar, todos os termos estão relacionados a dois gêneros específicos: sertanejo e funk. Outras pessoas também buscaram por MCs específicos, como MC Kevinho, MC Bruninho e MC Loma. Sendo assim, é perceptível que o que o brasileiro mais consome são as músicas produzidas aqui, no nosso país.

Entre as buscas segmentadas desses dois gêneros musicais, termos como “que tiro foi esse”, “kondzilla”, “mc Pedrinho”, “Henrique e Juliano”, “Gusttavo Lima”, Jorge e Mateus”, “dona maria” e “fuleragem” se sobressaíram no ano passado. Tais buscas relacionadas a estes dois gêneros musicais dominaram e ainda dominam o cenário musical brasileiro. No entanto, vale destacar que as pessoas que consomem sertanejo, por exemplo, também escutam funk, situação que acontece em muitos outros segmentos devido a diversidade de consumo do público brasileiro.

Já ao examinar as principais consultas de pesquisa de 2019 no Brasil, os termos “mc”, “musica”, “filme” e “funk” aparecem com frequência no YouTube. Entretanto, buscas por “galinha pintadinha” e termos relacionados a cultura infantil também são frequentes.

KondZilla

O canal KondZilla, criado em 2012, tem mais de 50 milhões de inscritos e é o maior canal do YouTube Brasil. Além disso, o canal que leva o mesmo nome do produtor e diretor musical está entre os dez maiores canais em número de seguidores do mundo. KondZilla ganhou o reconhecimento do público ao produzir videoclipes de funk e já conta com um total de mais de 26 bilhões de visualizações. O que Kondzilla entendeu é que existe um enorme universo que produz e consome música nas periferias, fora do radar da grande mídia, ignorado pela cultura dominante.

Ao analisar o sucesso de alguns segmentos da música, é possível perceber o engajamento com os clipes, que geram outros vídeos relacionados. Isso acontece com muitos vídeos do KondZilla e é um ponto chave para que um produto se torne mais popular. Um exemplo são as buscas por coreografias, que vêm crescendo cada vez mais. Os canais que oferecem pequenas aulas de dança de acordo com as músicas que estão em alta no país, são muito famosos. Assim, as pesquisas por coreografias no YouTube são feitas por 1,7% das pessoas que usam a plataforma. Outro exemplo de amplificação da audiência dos vídeos são por meio de covers, versões ao vivo, lyric videos, registros de bastidores, reações de creators, paródias e remixes. O Google também ressalta a importância dos festivais de música, como o Lollapalooza, no aumento de visualizações dos videoclipes.

Gosto musical por faixa etária

Segundo os dados divulgados pelo Google, é possível afirmar que o público entre 18 e 24 anos de idade possui o gosto voltado para o funk. Já as pessoas que têm mais de 55 anos preferem músicas voltadas para o rock e canções internacionais da época de ouro dos anos 70, 80 e 90.

Confira os nomes dos dez vídeos de música mais pesquisados entre o público jovem, em 2018:

MC Livinho – Hoje Eu Vou Parar na Gaiola ft. Rennan da Penha (GR6 Filmes)
Dennis DJ e Kevinho – Agora é tudo meu (Videoclipe Oficial)
Tropkillaz, J Balvin, Anitta – Bola Rebola ft. MC Zaac
Jerry Smith Feat. Wesley Safadão – Quem Tem o Dom (Clipe Oficial)
MC POCAHONTAS E MC MIRELLA – QUER MAIS? (CLIPE OFICIAL)
MC L Da Vinte e MC Gury – Parado no Bailão (Clipe Oficial) Lançamento 2019
Kevinho e MC Hollywood – É Rave Que Fala Né (Videoclipe Oficial)
MC Kevin – Cavalo de Troia (GR6 Filmes) Djay W
Kevinho e MC Kekel – O Bebê (kondzilla.com)
MC Don Juan – Vai Voltar Chorando (GR6 Filmes) DJ Yuri Martins, DJ DG e Batidão Stronda

Veja os nomes dos dez vídeos de música mais pesquisados entre o público com idade superior a 55 anos, em 2018:

Rod Stewart – I Don’t Want To Talk About It (from One Night Only! Live at Royal Albert Hall)
Dire Straits – Sultans Of Swing 1978 (High Quality, Szene)
Raul Seixas – Medo da Chuva
Chris De Burgh — Lady In Red Live 2016
Elton John – Sacrifice – Traduction Française
Um talento perdido! Impressionante a voz cantando Bee Gees
Rod Stewart – Have You Ever Seen The Rain (Official Music Video)
DISCO DE OURO ANOS 70 & 80 INTERNACIONAL
Rod Stewart & Amy Belle – I Dont Want To Talk About It 360p SD (Legendado) Subtitulos
Freedie Mercury and Montserrat Caballe – How Can I Go On (Live at Barcelona) Legendado PT-BR HD

Os dados mostram que a diversidade de gostos é discrepante entre as idades. Entretanto, isso também varia quanto às regiões brasileiras. Uma comparação feita entre os estados do Rio de Janeiro e Pernambuco mostra que entre as 10 buscas musicais mais populares, nenhum termo se repete nos dois estados.

Vale lembrar que as informações disponibilizadas pelo Google não representam o público em sua total complexidade. As segmentações por artistas, gêneros, e faixa etária não são suficientes para entender o gosto musical brasileiro e traçar um perfil da população. O mundo da música muda rapidamente e as especificidades do público como comportamento, classe social, localização, entre outros elementos devem ser levados em consideração para uma análise mais profunda.

Clique aqui para baixar o infográfico.

Milton Nascimento sobre a música brasileira

Recentemente, o cantor Milton Nascimento causou polêmica nas redes sociais ao declarar que as músicas brasileiras perderam a qualidade. “A Música brasileira tá uma merda. As letras, então. Meu Deus do céu, uma porcaria!”, disparou, em entrevista a Mônica Bergamo. Após isso, muitas pessoas na internet elogiaram o posicionamento do cantor. Por outro lado, uma parcela dos internautas massacraram a posição de Milton. O cantor e compositor, que tem 76 anos de idade acredita que o cenário musical brasileiro não vai bem e criticou principalmente as músicas consumidas pela massa.

Confira a reação das pessoas sobre a polêmica no Twitter:

Leia também: Rock in Rio #2 – o segundo dia traz o rock alternativo

Deixe seu comentário

Etiquetas
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar